Ricardo Oliveira comenta atuação do Atlético e elogia Otero após clássico

Autor de dois gols no primeiro clássico da decisão do Campeonato Mineiro, o atacante Ricardo Oliveira foi uma das peças que garantiram boa vantagem ao Atlético-MG para a finalíssima contra o Cruzeiro, que acontece no próximo domingo, às 16h, no Mineirão.

Com a camisa alvinegra, o experiente jogador balançou as redes oito vezes nesta temporada e se tornou artilheiro da equipe, marca que agrega ainda mais responsabilidade ao seu desempenho dentro de campo. A vitória por 3 a 1 tirou a invencibilidade do Cruzeiro e ajuda o Galo a conquistar a taça até se perder por um gol de diferença. Em entrevista ao programa Seleção Sportv, o jogador comentou o resultado.

- A gente sabia da dificuldade do jogo, do adversário, e como o Cruzeiro chegava invicto para a final. Na fase de classificação ganhou da gente de 1 a 0. Para a final a preparação é diferente. Sabíamos que era muito importante fazer o resultado aqui, mas sabendo que não ia se decidir e que teria 180 minutos. Jogando dentro de casa, conseguimos aplicar o nosso jogo e fazer uma bela partida coletiva. Individualmente, nosso time tem muita qualidade.

Mesmo sendo o astro da partida, com dois tentos, Ricardo Oliveira ressalta a importância do trabalho em grupo e mantém o otimismo para os próximos confrontos decisivos. Na partida deste domingo, os lances que terminaram com os gols do camisa 9 e de Adilson começaram cobranças de escanteio e falta batidas por Otero, líder de assistências no Brasil em 2018.

- Fui feliz de fazer os dois gols, fomos felizes de aproveitar as bolas paradas do Otero, a movimentação do Luan e do Cazares. O Elias também. Acredito que tem margem de crescimento daqui para o restante da temporada. A proposta que o Thiago (Larghi, técnico) nos passou e aquilo que nós acreditamos vai nos dar resultados até o final da temporada. Entendemos que ainda falta a segunda partida. Temos que focar na Copa do Brasil, porque na quarta-feira temos o jogo contra o Ferroviário - destacou.

Apesar de ser um dos principais atletas do time alvinegro, Ricardo Oliveira também se destacou pelo Santos e lembra que nos treinos preparatórios para jogos contra o Atlético, a comissão técnica chamava a atenção para Otero, por ser um dos principais nomes das bolas paradas.

- Eu joguei contra e a preleção era sempre para tomar cuidado com faltas perto da área porque eles tem um cara que bate falta como ninguém. No dia a dia dos treinos eu vejo que é um cara que bate falta como ninguém. É um cara que bate na bola diferente. Se eu puxar um pouco na memória, vou lembrar de um estilo parecido que foi o Juninho Pernambucano, que batia diferente na bola. Ele bate escanteio do lado direito, do lado esquerdo, bate com as duas pernas. A precisão dele é impressionante. Acho que no Brasil, se não estiver errado, não tem quem bate na bola com ele. É um cara que dá outras opções como ele dentro do campo. A gente tem que aproveitar a qualidade desse jogador - completou.

Ex-jogador do Galo e da Seleção Brasileira, Éder Aleixo foi anunciado como auxiliar técnico da equipe na última semana. Os atletas aprovaram a decisão principalmente por Aleixo se tratar de uma das principais referências do futebol brasileiro em chutes fortes de fora da área. Atualmente, além de auxiliar o time, o ex-ponta vem contribuindo para que Otero tenha ainda mais perspicácia nas cobranças.

- A gente tem que fazer o uso disso e aproveitar a experiência desses caras, que vem aqui para cooperar e para somar. Vim como torcedor também, que tem essa paixão pelo clube. Ele é seleção brasileira, é ídolo aqui e certamente tem contribuído bastante. Eu acredito que o Otero tem margem para crescer. Ele treina bastante, escuta todo mundo e e está fazendo o uso dessa figura importante que é o Éder - comentou Ricardo Oliveira sobre a importância do trabalho realizado pelo auxiliar.

Com vantagem garantida na final do Campeonato Mineiro, o Atlético pode perder para o Cruzeiro até por um gol de diferença que ainda fatura a taça. Porém, antes da decisão, a equipe volta aos gramados do Independência nesta quarta-feira, às 19h30, quando enfrenta o Ferroviário pelo primeiro jogo da quarta fase da Copa do Brasil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos