Defesa sólida e time competitivo: os objetivos de Aguirre no São Paulo

Passada a eliminação para o Corinthians na semifinal do Campeonato Paulista, o técnico Diego Aguirre vira a chave e foca no Atlético-PR, em confronto pela Copa do Brasil. Em entrevista para a ESPN Brasil na manhã desta terça (3), o comandante do São Paulo falou sobre o momento da equipe e o trabalho que foi realizado nos útlimos dias.

Depois de uma semana inteira sem partidas por conta da desclassificação no estadual, a equipe pode ajustar os erros, principalmente na parte defensiva. O elenco teve tempo suficiente para se preparar no CT da Barra Funda para o duelo da próxima quarta (4), e Aguirre falou sobre o período.

-Trabalhamos muito na parte psicológica e tentamos arrumar o time na parte defensiva porque achávamos que tinha algumas dificuldades, problemas na hora de defender. Mas não senti resposta na transição. Não foi planejamento somente defender. No último jogo, Corinthians jogou bem, tem muitas posses de bola. Time tinha vantagem e acabou defendendo muito perto da área. Você pode fazer isso, mas tem que ter a resposta para contra-atacar e isso falhou. Temos que continuar defendendo bem, mas precisamos ser mais protagonistas para pensarmos em ter êxito. Ainda temos coisas para melhorar, mas acho importante que nos poucos dias que estamos aqui mudou alguma coisa. Jogadores estão trabalhando, se esforçando, e todos queremos o São Paulo de volta onde possa estar, definindo todas as competições. Espero que possamos começar amanhã (quarta) e que possa ser um ano bom para todos nós - afirmou o comandante do São Paulo.

Indo para seu quinto jogo no clube do Morumbi - até aqui soma duas vitórias e duas derrotas - Aguirre terá outro jogo eliminatório pela frente. O uruguaio sabe da importância de conquistar a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, mas reconhece que o time precisa passar por um processo para voltar a ser competitivo.

- As próximas etapas são melhorar jogo a jogo. Algumas coisas boas que eu percebi do time temos que voltar a fazer. O time tem que ser forte defensivamente, e a partir daí construir um time que jogue, que seja protagonista. O São Paulo tem que ser protagonista. Mas penso que os times têm que se arrumar de trás para a frente. Temos conseguido uma fortaleza que acho boa, mas não fiquei contente com o que o time fez na hora de atacar. Eles têm que demonstrar no campo que estão à altura para serem titulares do São Paulo, que é uma coisa difícil por causa de toda a pressão. O que tentamos fazer é falar com os jogadores para que o São Paulo tenha o protagonismo que todos desejam. Mas a primeira coisa é defender bem para pensar em ganhar os jogos - pontuou o treinador.

Confira outros trechos da entrevista de Diego Aguirre:

Evolução do time

Tinha assistido aos últimos jogos pela televisão, e depois que fechei com o São Paulo vi praticamente todos os jogos. Vi coisas para melhorar, coisas boas, mas é difícil falar de coisas que aconteceram antes de eu estar aqui. Prefiro falar das coisas do começo em diante. Obviamente, coisas para melhorar são muitas, e coisas para melhorar também. Temos que ter a tranquilidade para o São Paulo pouco a pouco encontrar seu nível. Nossa ideia é que seja mais intenso, tenha mais posse de bola, tenha a ambição de ganhar todos os jogos. É uma ideia que estamos tentando fazer dia a dia. Depois do jogo, vamos ter outra semana para trabalhar. Isso eu valorizo muito, porque tem ideias que só dentro de campo podemos transmitir. Espero que o São Paulo possa mostrar que está a caminho de coisas boas.

Cueva

É um jogador importante. Tem que estar preparado para a hora que precisarmos para jogar. Tem que demonstrar em cada jogo, porque para nós não importa o nome, importa o rendimento. Importa como treinam cada dia, e cada jogador ganha um lugar no time. Tomara que o Cueva esteja bem, mas vai depender dele, assim como todo jogador. Tem que justificar na hora do jogo, porque há condições para jogar e para ser titular no time.

São Paulo precisa de reforços?

Acho que o São Paulo tem muitos bons jogadores, e estamos bem. Mas também seria importante, com tantas competições, poder contratar algum outro jogador. Mas só se ele tiver plenas condições de ser um jogador melhor do que os que temos. Diretoria está avaliando algumas possibilidades, mas isso vamos saber com o tempo. Também vamos saber com os jogos de amanhã e da semana que vem, quando vamos ter mais certezas. Essa sim vai ser uma semana de definições.

Gonzalo Carneiro

Teve o problema da lesão, mas isso já ficou para trás. Agora, estamos ajudando ele para que talvez daqui a um mês esteja pronto para poder jogar.

Liziero

É uma grata surpresa. Jogador que eu não conhecia, que se incorporou faz pouco tempo, e ele mostrou um nível de jogo e uma personalidade, uma determinação para jogar que me deixou feliz porque acho que nós ganhamos um jogador. É menino, mas está pronto. Tem qualidade e acho que vai ajudar muito, porque também pode jogar em mais de uma posição.

Diego Souza

Diego está trabalhando, está tentando ganhar um lugar no time, e isso que posso falar. É um jogador que trabalha bem, não temos nenhuma dificuldade. Somente que tem que encontrar ou aproveitar melhor suas oportunidades. Mas está sofrendo um processo de adaptação também de estar no São Paulo, mas isso faz parte.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos