Campeão mineiro, Dedé reponde provocação de Otero: 'Cheiro bom é cheiro de taça'

As provocações de Otero não foram esquecidas pelos jogadores do Cruzeiro. Após a vitória por 2 a 0 sobre a equipe alvinegra, a Raposa quebrou a desvantagem da derrota por 3 a 1 no jogo de ida, e garantiu seu 37º título estadual com o Mineirão. Para incendiar ainda mais a relação entre as duas equipes, o venezuelano, considerado esperança alvinegra no clássico, foi expulso após cotovelada em Edílson.

Em ritmo de comemoração, o zagueiro Dedé comentou a alegria por ter deixado o jogo sem sentir dores e por ter participado da importante conquista com o restante do grupo. Porém, apesar do bom clima no vestiário, o jogador não deixou barato e respondeu as alfinetadas do rival.

- O Otero fez a palhaçada de fazer cheirinho com o Robinho e está aí, olha. Cheiro bom é o cheiro da taça. Cheiro da medalha de ouro. Isso que é cheiro bom. Ele xingou o Rafinha e isso não tem necessidade... futebol é demonstrado dentro de campo - disse o zagueiro em entrevista ao programa Troca de Passes, do Sportv.

Durante a decisão neste domingo, o clima tempestuoso pairou sobre o meia Otero e o lateral Edílson desde os minutos iniciais. Inclusive, foi uma cotovelada no jogador cruzeirense que resultou na expulsão do venezuelano. Entretanto, o que antecedeu a entrada de Otero foi a tentativa de Edílson em acertar um chute no rival.

- Os jogadores dele falaram muito durante a semana. Agora o Otero deve estar chorando no vestiário - explicou o jogador.

O próximo compromisso do Cruzeiro é no Campeonato Brasileiro. Pela competição, a Raposa volta aos gramados no próximo sábado para enfrentar o Grêmio, às 16h, no Mineirão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos