Panathinaikos não paga salários e perde pontos; atletas fazem greve

Menos de um mês depois, o Campeonato Grego voltou a protagonizar cenas lamentáveis. Na verdade, quem está manchando a imagem da competição é o Panathinaikos, segundo maior campeão local. O clube deve cinco meses de salário a boa parte dos jogadores e foi punido com a perda de três pontos na Super Liga Grega por ainda estar em débito com Jens Wemmer, que defendeu a equipe entre 2015 e 2017, na semana passada.

Nesta segunda-feira, um novo capítulo: os jogadores não compareceram ao treino e avisaram: só voltam quando os vencimentos estiverem em dia. A pressão já surtiu efeito e o clube depositou os salários de outubro, mas segue devendo os de novembro até março.

Os problemas do Panathinaikos, arquirrival do Olympiacos, vêm desde o início da temporada, quando um rico empresário decidiu suspender o patrocínio. Nesta edição do campeonato, o Tigre está apenas em nono.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos