Por reação imediata, diretor prepara a Chapecoense para o Brasileirão

Com a derrota na final do Campeonato Catarinense de 2018, a Chapecoense tenta usar o aprendizado adquirido para atingir seus próximos objetivos no ano. Por isso, o diretor executivo Rui Costa busca exemplos na temporada passada para motivar os atuais jogadores do clube.

Um dos responsáveis pela montagem do elenco da Chape após o acidente aéreo de 2016, o diretor conta que o cenário era difícil, mas o grupo formado mostrou força e superação, quando teve uma boa participação na Copa Libertadores e conseguiu classificação para a competição sul-americana após excelente campanha no Brasileiro.

- Em alguns momentos a situação desfavorável parecia irreversível. Foi então que usamos das frustrações com resultados negativos para nos tornarmos mais fortes e encerramos a temporada com um trabalho bastante digno e satisfatório - avaliou o dirigente.

Rui destaca também a postura do presidente Plínio David de Nes Filho, que adota o mesmo discurso - sobre aprender lições valiosas a partir de resultados negativos - e assim oferece um suporte importante aos jogadores e à comissão técnica.

- Quando o presidente do clube demonstra seu apoio, como faz o Maninho, e fala sobre aprender com situações adversas, todo o grupo se sente acolhido e caminha para uma mesma direção.

A Chapecoense se notabilizou por buscar títulos nos torneios que disputa, sem esquecer o lado humano nos grupos que forma, e os membros de sua diretoria tentam levar essa filosofia adiante. Prestes a estrear diante do Atlético-PR na Arena da Baixada neste domingo, a Chape quer transformar o abatimento natural de um revés em motivação para o restante da temporada. Se depender de seu diretor de futebol, o vice-campeonato estadual conquistado tornará a equipe ainda mais forte.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos