Quatro reforços e seis amistosos: presidente projeta futuro do Santos

O presidente do Santos foi recentemente ao México e de lá voltou com três amistosos marcados para o Alvinegro. Os jogos contra Monterrey, Toluca e Cruz Azul acontecerão durante o período da Copa do Mundo, entre junho e julho. Na ideia do dirigente, o Peixe disputará ainda outras três partidas durante a paralisação. Peres ainda falou sobre reforços. Embora a negociação com o Tigres pelo meia argentino Lucas Zelarayán seja difícil, o Alvinegro ainda não desistiu. Um volante, dois meias e um centroavante ainda estão nos planos.

- Sem dúvida, o Santos não quer só um camisa 9. Queremos mais quatro jogadores, um 5, 8, 9 e 10. O duro é achar (risos). No Brasil, sinceramente, está difícil para todo mundo. Ninguém tem camisa 10, e se camisa 10 fosse tão importante, o Palmeiras teria sido campeão, porque eles tem o melhor camisa 10 do futebol brasileiro, que é o Lucas Lima. Então, para você ver que não é o camisa 10 que vai resolver. Obviamente, nós estamos procurando, mas no mercado internacional, porque aqui dentro está difícil - disse o dirigente, e completou, ainda sobre reforços:

- Não, não está encerrada a negociação com Tigres pelo Lucas (Zelarayán), eles (do Tigres) estão em competição, que termina no mês de abril ou maio, e depois tudo pode acontecer.

Com bom trânsito no futebol mexicano, o dirigente quer mais jogos para o Peixe, mesmo com três já fechados.

- Já temos três amistosos confirmados. Um contra o Monterrey, um contra o Toluca e um contra o Cruz Azul. A ideia é que a gente tenha mais três amistosos para fazermos seis durante a Copa. Isso é uma entrada internacional, uma internacionalização da marca que está em jogo - ponderou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos