Reforços, não perder jogadores e definir esquema: as metas do Timão

Após conquistar o Campeonato Paulista, o Corinthians tem desafios para o restante da temporada. A diretoria trabalha para contratar reforços, principalmente um camisa 9, e o técnico Fábio Carille espera não perder jogadores. Veja abaixo as metas do Timão, que ainda disputará pelo menos o Brasileiro, a Copa do Brasil e a Libertadores até o fim do ano.

De saída?

O volante Maycon, na mira do Shakhtar Donetsk (UCR), é quem tem mais chances de ser vendido. Os clubes negociam desde o início desta temporada, e uma proposta oficial é esperada para a janela de transferências de junho.

- Estou focado aqui, falei desde quando teve proposta no início do ano. É difícil as coisas saírem. Muitas pontas têm que se acertar, eu quero jogar meu futebol. Estou feliz no Corinthians, minha casa é aqui - afirmou Maycon, que tem contrato até o fim de 2021.

Outro jogador que pode deixar o Corinthians é o meia Rodriguinho, que já teve propostas de clubes europeus. Após o título, ele falou em renovar por mais cinco anos, mas admitiu que aceita ouvir alguma proposta do exterior.

- Sou muito feliz desde que pisei aqui. Ganhando títulos, melhor ainda. Estou muito tranquilo em relação a isso. Se aparecer a oportunidade, que seja muito boa para ambas as partes, podemos sentar e pensar - disse Rodriguinho, que tem contrato até o fim de 2019.

Clube busca reforços

O Corinthians quer contratar jogadores para o restante da temporada. A prioridade é a chegada de um camisa 9, mas outras posições também devem ser reforçadas. O técnico Fábio Carille disse que a diretoria está trabalhando e que espera a chegada de reforços a qualquer momento.

- Eu, minha comissão, os atletas, todos sabem que precisamos de algumas coisas, algumas peças, para ficarmos mais fortes. Se não vier, trabalhamos como estamos trabalhando agora. Sei que a direção está trabalhando muito atrás de reforços. O clube não passa por uma situação tranquila. Não deve nada a nós, mas não tem dinheiro para sair gastando - disse o treinador, em entrevista à ESPN Brasil.

- Às vezes a melhor contratação é não sair ninguém. Não falei de título do Brasileiro no ano passado... O primeiro passo é não perder ninguém e se chegar mais dois ou três reforços, melhor - acrescentou.

Carille quer esquema definido

O Corinthians começou a temporada no 4-1-4-1, com Kazim sendo a referência no ataque. Com o passar dos jogos, Carille colocou mais um volante para a equipe atuar no 4-2-3-1. Mas Kazim e Júnior Dutra não corresponderam no ataque, e o treinador mudou mais uma vez no esquema da equipe ao adotar o 4-2-4, sem um atacante de referência, formação que foi utilizada na vitória sobre o Palmeiras na decisão.

Carille não pensa em escalar o 4-2-4 em todos os jogos da temporada, mas espera a chegada de um centroavante para mudar o jeito de o time atuar. O treinador já admitiu em várias entrevistas que não gostaria de ter feito tantas mudanças e que ainda procura uma equipe ideal. A expectativa é de que um camisa 9 chegue e o Corinthians volte a atuar no 4-2-3-1.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos