Tuchel aceita oferta e fica perto de assumir o PSG, diz jornal francês

O jornal "L'Équipe" afirmou nesta terça-feira que o técnico Thomas Tuchel aceitou comandar o PSG a partir da próxima temporada. Falta apenas assinar o contrato, que terá duração de dois anos, prorrogável por mais um. O alemão chega a Paris para o lugar de Unai Emery.

Tuchel foi escolhido por Nasser Al Khelaifi. Segundo o periódico francês, o treinador viajou a Doha, capital do Qatar, para conhecer o presidente do PSG.

O nome do alemão é ventilado no PSG desde o mês passado, quando o próprio "L'Équipe" informou que o clube estudava o seu nome e também o de Joachim Löw, técnico da seleção da Alemanha. Antonio do Conte, do Chelsea, também estava na mira dos parisienses.

Tuchel está sem clube desde que deixou o Borussia Dortmund no fim da última temporada, apesar de conquistado o título da Copa da Alemanha. Pesou contra o treinador na equipe aurinegra o seu temperamento forte e problemas de relacionamento com a diretoria. Ele ficou no time alemão de 2015 a 2017. A imprensa europeia chegou a afirmar nas últimas semanas que ele teria recusado o Bayern de Munique, uma vez que já tinha um acerto com o PSG.

A queda do PSG para o Real Madrid, nas oitavas de final da Liga dos Campeões, pesa contra Unai Emery. O clube francês não confirma a sua saída, mas a falta de pulso no vestiário para controlar as crises internas dos jogadores também não caiu bem para a diretoria, que decidiu trocar o comando da equipe.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos