Com gol de Tevez, Boca arranca empate do Palmeiras no Allianz

Dois gols no fim do jogo, um de Keno e outro de Carlitos Tevez, fizeram o duelo de titãs entre Palmeiras e Boca Juniors terminar empatado em 1 a 1, no Allianz.

O Verdão fica com a frustração de ter saído na frente aos 44 do segundo tempo e sofrido o empate aos 46, mas lidera o Grupo 8 da Libertadores com sete pontos, dois à frente do Boca. Os dois voltam a duelar no dia 25, na Bombonera.

Primeiro tempo travado

Uma entrada duríssima de Felipe Melo em Ábila logo no começo resultou em um cartão precoce para o volante e sugeriu uma pilha exagerada do Palmeiras, mas o problema não era esse. O time não conseguia jogar o futebol que o caracteriza, de pressão constante no campo ofensivo.

Quem dificultou a saída de bola adversária, veneno que Roger gosta de usar, foi o Boca. Pérez e Reynoso foram incansáveis na marcação a Felipe Melo e Bruno Henrique e obrigaram o Verdão a apelar para uma improdutiva ligação direta. A melhor chance, mal concluída por Lucas Lima, surgiu de uma das poucas jogadas trabalhadas pelo chão.

Tensão, aplausos e vaias

Roger esperou só até os 12 minutos do segundo tempo para trocar Borja, que não acertou nada, por Willian. O colombiano escapou das vaias, mas Lucas Lima não teve a mesma sorte quando foi substituído por Moisés. A arena se dividiu entre críticas e aplausos para o meia.

A movimentação ofensiva melhorou e a bola do jogo ofereceu-se para Bruno Henrique após Barrios falhar na área. Faltou cacoete de centroavante para o camisa 19, que isolou.

Primeiro samba, depois tango

Carlitos Tevez, voltando de lesão, substituiu Cardona aos 24 do segundo tempo. Sua qualidade acendeu o jogo de Pavón, que estava sumido, e fez o Boca Juniors assustar mais.

O jogo ficou aberto em sua fase final. Com Guerra no lugar de Bruno Henrique, o Palmeiras enfim conseguiu se apoderar da bola e pressionar. E foi justamente Guerra quem se aproveitou da furada inexplicável de Jara e cruzou para Keno marcar o gol que parecia definir o jogo, aos 44.

Mas lembra de Pavón e Tevez? Eles tiraram um gol da cartola logo depois. Pavón superou Antônio Carlos pela esquerda e cruzou para Carlitos igualar no apagar das luzes.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 x 1 BOCA JUNIORS

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Data-Hora: 11/4/2018 - 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)

Auxiliares: Nicolas Taran e Mauricio Espinosa (ambos do Uruguai)

Público/renda: 37.192 pagantes/ R$ 4.426.402,50

Cartões amarelos: Felipe Melo (12'/1°T), Magallán (37'/1°T)

Gols: Keno, aos 44'2ºT (1-0); Tevez, aos 46'2ºT (1-1)

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (Guerra, aos 34'/2ºT) e Lucas Lima (Moisés, aos 21'2ºT) ; Dudu, Borja (Willian, aos 12'/2°T) e Keno. Técnico: Roger Machado

BOCA JUNIORS: Rossi; Jara, Goltz (Vergini 39'/2ºT), Magallán e Fabra; Barrios, Reynoso (Buffarini 40'/2ºT) e Pablo Pérez; Cardona (Tevez, aos 24'2ºT), Ábila e Pavón. Técnico: Guillermo Barros Schelotto

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos