Tradição e Militão: entenda por que 3-5-2 de Aguirre não é só opção tática

Nesta quinta-feira, contra o Rosario Central, na Argentina, o São Paulo deve estrear na Copa Sul-Americana com três zagueiros, e a opção pelo 3-5-2 está longe de ser só tática. Diego Aguirre, em conversa exclusiva com o LANCE!, ressaltou que a presença de Militão ajuda e, principalmente, há uma tradição vitoriosa do Tricolor com o esquema.

Ao longo da entrevista, o treinador uruguaio chegou a gargalhar quando soube que alguns torcedores defendem até que a exigência de atuar com três defensores deveria constar no estatuto do clube. Em conversas recentes com Ricardo Rocha, coordenador de futebol e dirigente que está acompanhando a delegação em Rosário desde o início, o técnico soube ainda mais da tradição do esquema, e quer ter a torcida ao seu lado.

- O São Paulo tem uma tradição com uma linha de três zagueiros. E essa tradição também é importante. É importante pensar no que a torcida acredita e o que o time ganhou com esse sistema. São coisas que pesam dentro do clube - comentou Aguirre.

Diego Lugano, superintendente de relações institucionais do clube, e um dos principais incentivadores de sua contratação, foi um dos pilares de um 3-5-2 marcado na memória são-paulina. Com o zagueiro uruguaio como líbero, o São Paulo conquistou a Libertadores e o Mundial de Clubes de 2005.

Para esta quinta-feira, o São Paulo deve atuar com Militão, Rodrigo Caio e Arboleda na defesa. E é exatamente a presença de Militão, que também pode atuar como lateral-direito, que dá ainda mais tranquilidade ter Aguirre. Graças ao garoto de 20 anos, caso o 3-5-2 não der certo, basta uma movimentação classificada como simples para a volta da linha com quatro defensores.

- Facilita ter o Militão. Se estiver alguma coisa que não estamos gostando, grito: Militão, joga dez metros mais para a direita. E já é uma linha de quatro na defesa. É por isso que posso mudar o sistema. Posso começar com três zagueiros, mudar para linha de quatro e jogar com três outra vez. Porque é muito simples como estamos trabalhando isso - explicou Aguirre.

Assim, embora o treinador faça mistério, a mais provável escalação do São Paulo tem: Sidão; Militão, Rodrigo Caio e Arboleda; Régis, Jucilei, Petros, Liziero e Reinaldo; Nenê e Tréllez. A partida no Gigante de Arroyito, válida pela primeira fase da Copa Sul-Americana, está marcado para 21h30.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos