Eduardo Baptista aproveita tempo para estudos pela América do Sul

Desde que saiu da Ponte Preta, no início de março, Eduardo Baptista retomou seu período de estudos com o intuito de aprimorar seus trabalhos técnicos e táticos. Agora, na primeira quinzena de abril, uma viagem aos vizinhos Argentina e Paraguai estão no roteiro. Para o técnico, a oportunidade de aprender ainda mais em um mercado que tem sido alvo dos clubes do Brasil.

- Ir ao mercado da América do Sul virou um caminho natural para os clubes brasileiros. Existe uma diferença cultural e técnica entre os jogadores de cada país. Minha viagem por Paraguai e Argentina tem o intuito de enxergar ainda mais de perto essas diferenças. Isso vai me ajudar tanto na avaliação como treinador quanto no estudo sobre os jogadores que estão por lá e sempre entram em pauta no futebol brasileiro. Tenho certeza que é um roteiro muito útil pra mim - analisou o treinador.

Além da viagem aos países vizinhos, Eduardo Baptista também pretende aproveitar o período para ir à Europa. A ida ao velho continente é um desejo antigo, que seria realizado antes de assumir a Ponte Preta, no final de 2017.

- Antes de assumir a Ponte Preta eu tinha traçado uma viagem à Europa, mas as coisas aconteceram e essa ida ficou inviável até pelas questões do nosso calendário. Agora quero aproveitar o final de temporada deles nessa viagem. É uma vontade antiga minha e agora vai acontecer. Assim como na América do Sul, ver o método de trabalho na Europa, principalmente a parte tática, vai me ajudar muito - disse.

O período de disponibilidade está sendo proveitoso para Eduardo Baptista. Enquanto os estudos são atualizados - uma marca registrada de sua carreira - as propostas para assumir clubes no decorrer de 2018 também fazem parte do cotidiano. Para o técnico, um momento importante e que exige atenção para bons desfechos no tempo certo.

- É natural ver o nome de um profissional disponível vinculado aos clubes do Brasil nessa época do ano, e comigo não é diferente. Algumas propostas estão chegando desde que meu compromisso com a Ponte Preta foi concluído. Posso garantir que tudo que chega é analisado com muito carinho e tenho certeza que na hora certa estarei de volta à beira do gramado - concluiu o técnico.

Eduardo Baptista tem 46 anos e como treinador comandou Sport, Fluminense, Palmeiras, Atlético Paranaense e Ponte Preta. Foram duas passagens pela Macaca, sendo a primeira no final de 2016 - quando a equipe teve sua melhor campanha na história do Campeonato Brasileiro por pontos corridos - e a mais recente entre o fim de 2017 e o início de 2018.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos