Jogadores do Palmeiras não falam mais da final: 'Assunto da diretoria'

Os jogadores do Palmeiras, que estavam em silêncio desde a derrota para o Corinthians na final do Paulistão, voltaram a dar entrevistas após o empate por 1 a 1 com o Boca Juniors, pela Libertadores. Todos que foram questionados sobre as polêmicas de domingo preferiram não entrar em detalhes.

- A equipe está tranquila. Essas coisas a diretoria e o presidente vão resolver. Isso é assunto da diretoria, o nosso papel é resolver o jogo dentro do campo - disse o capitão Dudu.

- Estou aqui para falar do jogo de hoje. Passado é passado. Isso é com o jurídico, com o presidente. Estou aqui para falar o que aconteceu hoje - emendou o volante Felipe Melo.

Para a diretoria do Palmeiras, o Dérbi ainda não acabou. O clube garante que houve interferência externa na anulação do pênalti de Ralf sobre o Dudu e solicitou ao TJD-SP que instaure um inquérito para apurar os fatos, cogitando até a impugnação da partida. Horas antes do jogo, foi divulgada uma nota oficial que questionava se a Federação Paulista terá "coragem e vontade" de esclarecer o que aconteceu. Os atletas, no entanto, juram que já viraram a página.

- Estão querendo falar do Corinthians, mas passou. Nosso foco é Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil - disse o goleiro Jailson.

- Ninguém gosta de perder. Quando acontece, você fica chateado. Mas a gente mostrou que não teve abatimento. Se a gente ficasse abatido, perderia o jogo aqui - disse Moisés.

O Palmeiras terá folga nesta quinta-feira e volta ao trabalho sexta, na Academia de Futebol. Segunda-feira, a equipe estreia no Brasileirão contra o Botafogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos