Pimpão desabafa após decidir no fim, cita vaias e reserva: 'Emocionado'

Na noite desta quinta-feira, Rodrigo Pimpão saiu do Estádio San Carlos de Apoquindo com um ar de alívio e êxtase. Diante do Audax Italiano, no Chile, o atacante saiu do banco para dar a vitória ao Botafogo na estreia da Copa Sul-Americana, por 2 a 1. E citou a pressão em cima de si.

- Me emocionei pela pressão que estava em cima de mim, a torcida pegando no meu pé, xingando, vaiando... Até hoje recebo críticas. Querendo ou não, o fato dele (Valentim) ter me colocado no banco, pode ter sido bom, mas ele pode saber que pode contar comigo para a temporada - falou Pimpão à "Fox Sports".

Reserva desde a última partida da Taça Rio, Pimpão não se esquivou quando perguntado sobre o treinador, muito elogiado por ele, que soma três gols em 19 partidas na temporada - ou seja, participou de todas do Glorioso no ano.

- É um grande treinador, chegou com ideias novas e um jeito novo de jogar. Estou trabalhando duro, dando o máximo, todos os dias nos treinos, para ajudar os meus companheiros. O fato da titularidade, é escolha dele mesmo. Eu posso dizer que estou preparado sempre - completou.

Por fim, Pimpão pediu "tranquilidade" para a estreia do Campeonato Brasileiro, além de enaltecer que não tem nada resolvido para o jogo da volta na Sul-Americana, agendado para o dia 9 de maio, no Nilton Santos. Já a estreia no Brasileirão se dará nesta segunda-feira, contra o Palmeiras, também em casa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos