Gabigol valoriza próprio empenho e vê seca no Santos perto de acabar

Gabigol não parece estar incomodado com o jejum de gols no Santos. O atacante tem 11 partidas disputadas pelo Peixe e quatro gols. Contra o Ceará, neste sábado, o camisa 10 martelou em busca de um tento, mas acabou passando em branco. Em entrevista após fez questão de ressaltar que o individual não é mais importante do que o coletivo - o atacante participou dos dois gols do Peixe no jogo.

- Quebramos um tabu de 12 anos, conseguimos a vitória. Independente da data, é importante sempre dar o máximo pelo Santos e pela equipe. O importante é a vitória. O gol logo vai sair. Se formos ver, os dois gols nasceram dos meus pés. O time recua e a gente fica um pouco bravo. Participei das jogadas. O gol vai sair, é questão de tempo - ponderou o jogador.

Desde que retornou ao Santos, Gabigol tem sido usado como um centroavante. Ainda buscando mais experiência na posição, o camisa 10 é titular absoluto da equipe e, embora tenha cometido muitos erros neste sábado, participou dos gols da equipe.

Para Jair, "nem sempre o atacante vai ser importante só fazendo gols", já que "pode ser crucial para o time abrindo espaços, dando passes e se movimentando bem".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos