Wenger critica Liga Inglesa por não utilizar árbitro de vídeo em 2019

  • Tony O'Brien/Action Images via Reuters

    Wenger se mostrou incomodado com a decisão da Liga Inglesa de não adotar o VAR

    Wenger se mostrou incomodado com a decisão da Liga Inglesa de não adotar o VAR

O técnico do Arsenal, Arsène Wenger, criticou a Liga Inglesa por não adotar o árbitro de vídeo (VAR) em suas partidas. Os clubes da Primeira Divisão votaram contra a implantação da tecnologia para a temporada 2018/19, depois que alguns testes tiveram resultados mistos.

"A Premier League foi criada com pessoas que têm uma mentalidade progressista. No geral, acredito que com esta decisão ficamos atrás do resto do mundo. A geração jovem está acostumada com o VAR e, em todo o mundo, eles podem se distanciar de nós porque veem que em outros países eles fazem assim", criticou o treinador francês, antes de completar:

"Infelizmente o Campeonato Inglês decidiu novamente não usar o VAR, e pessoalmente acredito que esta é uma decisão muito, muito ruim", afirmou.

Wenger deu um exemplo de um lance que poderia ter sido evitado se houvesse o VAR. A partida, contudo, foi pela Liga dos Campeões.

"Todos os grandes jogos desta temporada foram decididos por erros que poderiam ter sido evitados com o VAR, especialmente com o Manchester City e o Liverpool na Liga dos Campeões", acrescentou.

Na ocasião, o Manchester City vencia por 1 a 0, quando Sané marcou o segundo. O juiz anulou por impedimento, mas a bola acabou recuada por Milner, meia do Liverpool, o que tiraria o alemão de posição irregular.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos