Emery minimiza ausência de Neymar em festa e fala sobre a Real Sociedad

Neymar sofreu críticas por não estar no Parque dos Príncipes no jogo que confirmou o título do PSG no Campeonato Francês. O técnico Unai Emery, por sua vez, afirmou que não acredita que a ausência não significa que o craque esteja de saída do clube. O comandante ainda ressaltou o bom relacionamento que tem com o jogador.

- Eu o vejo em Paris. A união PSG e Neymar vai continuar. Eu falei com ele duas ou três semanas atrás para saber como ele estava. Tenho um bom relacionamento com ele. Ele é um menino que está envolvido, ansioso para voltar e poderia e poderia jogar um jogo antes do fim da temporada - destacou Emery, em entrevista à rádio "Cadena Cope".

Campeão mundial com a França em 1998, Christophe Dugarry disparou contra o brasileiro ao afirmar que ele "cospe no clube". O ex-jogador não gostou da ausência de Neymar contra o Monaco, na goleada por 7 a 1, que resultou no título da Ligue 1.

- Como pode faltar ao jogo do título? Como pode reivindicar ser um líder? Ele olha para o próprio umbigo e faz um esporte individual. Além disso, jogou poker. Como o clube pode aceitar isso? Ele cospe no PSG. Como você pode apertar a mão de seus parceiros se comportando assim. Se eu fosse um torcedor do PSG, ficaria furioso - criticou Dugarry, à rádio "RMC".

Por fim, Unai Emery falou sobre o seu futuro. Prestes a deixar o PSG, ele respondeu sobre um suposto interesse da Real Sociedad. O treinador negou ter acertado com o time basco, mas não descartou a possibilidade.

- Tenho uma conversa pendente com o PSG. A Real Sociedad não me fez uma oferta, mas tenho bom contato com (o diretor esportivo) Roberto Olabe. Eu estive com a Real Sociedad por dez anos e sempre digo que 50% do meu coração está lá - disse Emery, que atuou pela Real Sociedad entre 1986 e 1996.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos