Racing x Vasco: as semelhanças em uma história repleta de conquistas

Com histórias centenárias, Racing e Vasco se enfrentam na noite desta quinta-feira, na Argentina, pela Conmebol Libertadores. Em campo será mostrada a rivalidade entre as equipes na busca da vitória para a sequência da caminhada na competição internacional, mas fora das quatro linhas as semelhanças entre os times de Avellaneda e do Rio de Janeiro traduzem conquistas históricas que brindam os torcedores apaixonados.

As conquistas começam no ineditismo consagrado no século passado. O Vasco, fundado em 21 de agosto de 1898, hoje com 119 anos, é marcado por ser um clube que desde o seu início prega, por exemplo, a democracia e a inclusão. Em 1948, com o "Expresso da Vitória", o Cruz-Maltino conquistou o Campeonato Sul-Americano de Clubes. Realizada no Chile, a competição foi a primeira de magnitude promovida no continente.

Esta competição, inclusive, vale lembrar, serviu de parâmetro para a criação da UEFA Champions League e, depois, da própria Conmebol Libertadores, vencida pelo Vasco em 1998 e que vai a campo nesta quinta-feira contra o Racing por este mesmo torneio. O título vascaíno de 1998 é considerado precursor, já que foi o primeiro conquistado pelo futebol brasileiro no exterior. Já o Racing faturou como o primeiro na Argentina o principal torneio do futebol mundial.

Esta história do Racing aconteceu no ano de 1957. Na mesma oportunidade que chegou ao topo sul-americano, o time de Avellaneda bateu o Celtic, da Escócia, e faturou a Copa Intercontinental. Até então, ninguém mais na Argentina tinha conquistado uma competição deste porte. Foi isto que motivou, inclusive, a alcunha "O Primeiro Grande" carregada pelos torcedores do Racing. O Vasco, com a alcunha "Gigante da Colina", também se assemelha neste sentido.

Isto rendeu até uma brincadeira entre as redes sociais de Racing e Vasco ao longo da última terça-feira. Foi adotada a hashtag #GigantesDaAmérica. A interação ganhou os torcedores dos times (confira abaixo a sequência de postagens).

Estas semelhanças de conquistas se estendem para as arquibancadas. Os torcedores de Vasco e Racing possuem profunda importância nas histórias de conquistas de seus respectivos clubes. No Vasco, em 1927, os cruz-maltinos se mobilizaram e construíram São Januário, que completou 90 anos de existência em 2017. As três principais ações para angariar verbas foram atrair novos sócios, conhecida como "Campanha dos 10 mil", contribuições individuais e o lançamento de debêntures no mercado (títulos de créditos ao portador).

De certa forma, esta ajuda da torcida também influenciou na história do Racing. Os alvicelestes conseguiram evitar a falência do clube em 1999. As dívidas chegaram a US$ 30 milhões (R$ 102,1 milhões). Na época, a Justiça da Argentina decretou a falência da instituição. Três dias depois da falência decretada, o Racing receberia o Talleres em sua casa, e mesmo sabendo que não teria jogo, os torcedores ignoraram a decisão judicial e lotaram o estádio - mais de 30 mil pessoas compareceram. Este fato motivou o recuo da Justiça, que daria nova chance para o Racing se reerguer.

Estes são exemplos das semelhanças entre os clubes em uma história repleta de conquistas. Mas as semelhanças não param por aí: tanto o Racing quanto o Vasco querem o título da atual edição da Conmebol Libertadores. Para isso, terão que um atrapalhar a história do outro na caminhada deste ano. Circunstância do futebol que poderá ser acompanhada no jogo de ida entre os times pelo grupo 5 na noite desta quinta-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos