Juventus treina sob protesto às vésperas de confronto decisivo

Com a derrota para o Napoli no último domingo, por 1 a 0, em turim, o Campeonato Italiano está aberto e agora a diferença entre primeiro e segundo colocado é de apenas um ponto. A próxima partida da Juventus será contra a Internazionale no San Siro, no próximo sábado. E antes do treinamento desta quarta-feira, torcedores foram ao CT da Juve para protestar, apoiar e conversar com alguns jogadores.

O clima era tenso e de certa forma um protesto, porém a torcida do hexacampeão italiano demonstrou também que estará junto com o clube nesse momento que é talvez o mais delicado desde o início da temporada. Dezenas de ultras entoavam e mostravam faixas com frases motivacionais. "Estamos sempre com você, nunca vamos deixar você" era a frase que se encontrava em meio à banners e gritos na parte externa do CT.

Buffon, Marchisio e Dybala saíram de seus respectivos carros para ouvir as razões que levaram os ultras à comparecer no treinamento da equipe. Um dos principais motivos foi o fato dos jogadores não terem saudado a torcida após a derrota contra o Napoli.

- Estaremos em 10 mil para animar a Juve em San Siro, vocês tem que fazer tudo o que for possível porque contra a Inter não podemos perder - disse torcedor em conversa com Buffon.

Vale ressaltar que a situação esteve sob controle durante todo o treino e nenhum incidente foi registrado. A polícia não precisou intervir em momento algum.

A Juventus volta a campo no sábado, contra a Inter às 15h45, no San Siro. Enquanto o Napoli enfrenta a Fiorentina, fora de casa, domingo, às 13h.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos