Fla faz o básico e estreia com vitória na Copa do Brasil sobre a Ponte Preta

Ficou devendo outra vez, mas fez sua parte. Porém, o Flamengo fez mais uma vez sua parte - com tem sido na maioria dos jogos contra times mais fracos tecnicamente - e derrotou a Ponte Preta, fora de casa, por 1 a 0, com um futebol ainda muito aquém do que pode apresentar. De uma maneira ou outra, Maurício Barbieri segue ganhando pontos dentro do clube. Afinal, agora, são sete jogos com quatro vitórias e três empates. Sendo assim, o jovem treinador está invicto. Henrique Dourado, garantiu a vitória - em grande jogada de Lucas Paquetá. E só não levou o empate, porque Fellipe Cardoso da Ponte perdeu um gol incrível em falha grotesca de Léo Duarte.Se o time rubro-negro não fosse melhor que o da Ponte Preta... As coisas poderiam mudar. E muito.

JOVENS PROTAGONISTAS

Lucas Paquetá e Vinícius Júnior está se tornando cada vez mais importantes e - até - os principais jogadores do Flamengo. Em um esquema tático de pouca criatividade, os garotos são o desafogo pelos flancos do campo e costumam ganhar destaque em jogadas individuais. Foi de Paquetá a jogada que resultou no gol de Henrique Dourado.

AGORA SIM, CEIFOU!

Demorou, mas parece que, enfim, Henrique Dourado mostrou para que foi contratado pelo Flamengo. O camisa 19 não preza pela habilidade, mas está se adaptando e tornando-se a referência do elenco. O gol marcado no primeiro tempo, foi de centroavante nato. Como manda o manual.

FALTA VARIAÇÃO

O Flamengo está necessitando de mais variações táticas. Isso está plausível. Quando pega adversários mais fracos, como a próprio Ponte Preta e o Ceará, o Fla consegue se impor, na base da técnica. Porém, a forma de só utilizar os pontas e depender de lampejos dos principais jogadores, pode ser prejudicial em grandes jogos na temporada, como foi nos confrontos da Libertadores.

PODE EVOLUIR?

Com certeza o Fla ainda pode evoluir. O elenco é qualificado. Se mudar a postura, os flamenguistas podem sim sonhar alto na temporada. Mas é preciso ter mais opções e contra os times mais fortes se impor.

FALTA VARIAÇÃO

O Flamengo está necessitando de mais variações táticas. Isso está plausível. Quando pega adversários mais fracos, como a próprio Ponte Preta e o Ceará, o Fla consegue se impor, na base da técnica. Porém, a forma de só utilizar os pontas e depender de lampejos dos principais jogadores, pode ser prejudicial em grandes jogos na temporada, como foi nos confrontos da Libertadores.

TABELA

As duas equipes voltam a se encontrar no dia 10 de maio, próxima quinta-feira, no Maracanã, para definir a vaga nas quartas de final. Antes disso, o Flamengo encara o Inter, no Rio de Janeiro, no domingo, pelo Brasileirão, enquanto a Ponte Preta faz o derby campineiro contra o Guarani, no Brinco de Ouro, em partida válida pela Série B do nacional.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 0 X 1 FLAMENGO

Estádio: Moisés Lucarelli, Campinas (SP)

Data/Hora: 02/05/2018 - 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Assistentes: Leirson Peng Martins e Lúcio Beiersdorf Flor (ambos RS)

Renda e público: 9.789 pessoas / R$95.805,00

Cartão Amarelos: André Castro (PON);

Cartões Vermelhos: Nenhum

GOLS: Henrique Dourado, 32'/1ºT (0-1);

FLAMENGO: Diego Alves; Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá e Everton Ribeiro (Pará, 35'/2ºT); Geuvânio (Jean Lucas, 27'/2ºT), Vinicius Júnior (Marlos, 44'2ºT) e Henrique Dourado. Técnico: Maurício Barbieri.

PONTE PRETA: Ivan; Igor, Reynaldo, Renan Fonseca e Marciel; André Castro, Lucas Mineiro, Felipe Saraiva (Aaron, 28'/2ºT) e Thiago Real (Paulinho, 28'/2ºT); Orinho (Júnior Santos, 20'/2ºT) e Fellipe Cardoso. Técnico: Doriva.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos