Besiktas não aparece, Fenerbahçe vence sem jogar e vai à final na Turquia

  • Murad Sezer/Reuters

Cena curiosa na Turquia: depois de a partida ser interrompida no dia 19 de abril e remarcada para esta quinta-feira, pela volta da semifinal da Copa da Turquia, o Besiktas decidiu não comparecer ao clássico com o Fenerbahçe. Não foi por causa de problemas na logística do jogo: o clube, que até postou foto de treino quando o jogo deveria estar começando, tomou a decisão como represália à violência da torcida rival.

A posição já havia sido comunicada há uma semana no site oficial do clube. Apesar de não ir ao jogo na casa do rival, o Besiktas não perdeu por W.O. A Federação Turca optou por dar como encerrada a partida com placar de 0 a 0 (2 a 2 na ida), que eliminou o time dos brasileiros Vagner Love, Adriano e Anderson Talisca.

O Fenerbahçe foi a campo normalmente nesta quinta, mas não encontrou o adversário do outro lado. O brasileiro Souza, ex-São Paulo, falou sobre a situação. "Viemos ao estádio pensando que haveria jogo. Ouvimos alguns rumores de que eles não viriam, mas nada concreto. Então, viemos, nos preparamos como se fossemos realmente jogar", afirmou.

A recusa do Besiktas em ir à partida tem uma explicação: a diretoria não concorda com a decisão da Federação Turca de ter remarcado o clássico paralisado há 15 dias.

Na ocasião, aos 10 do primeiro tempo, a torcida do Fener atirou um objeto metálico no campo, mas este atingiu a cabeça do treinador das Águias, Senol Gunes, que precisou ir ao hospital. O elenco do Besiktas logo foi para o vestiário, enquanto o do Fenerbahçe preferiu ficar em campo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos