Jogadores reclamam da arbitragem: 'Medo de marcar para o Corinthians'

O empate em 1 a 1 com o Ceará, na Arena, não foi bem digerido por alguns corintianos. Isso porque eles reclamam de um suposto pênalti em Pedrinho, após ter levado um pisão de Richardson, dentro da área, aos quatro minutos do segundo tempo. A infração, porém, não foi marcada pelo árbtiro Sávio Pereira Sampaio, alvo de críticas por parte dos atletas.

Um deles foi o volante Gabriel que, na zona mista após a partida, disse que os árbitros hesitariam em marcar lances a favor do Corinthians por temerem a repercussão depois do duelo, uma vez que o clube é um dos maiores do país.

- Muitas vezes a arbitragem tem medo de apitar para o Corinthians, porque a imprensa vai falar, torcida vai falar. O Corinthians é o maior clube do Brasil e os árbitros ficam, sim, com receio de apitar a favor. Parece que a arbitragem vem com receio porque sabem que tudo no Corinthians tem repercussão dobrada - declarou o camisa 5.

Outro que se manifestou foi Cássio, que também viu pênalti em lance em cima de Pedrinho. Para o goleiro, há a necessidade de se evitar o erro contra e a favor e ressaltou a pressão que a arbitragem sofre quando o Corinthians joga fora de casa.

- Contra ou a favor da gente, temos de ter poucos erros. Aquele árbitro atrás do gol, tem de ver... Era mais fácil ele assinalar o pênalti. Fora de casa há muita pressão sobre o árbitro em lances duvidosos. Se é favorável ao Corinthians, a torcida acaba colocando um pouco mais de pressão e induzindo o árbitro a erros - comentou o camisa 12.

O Timão volta a campo na próxima quinta-feira, às 19h30, também na Arena, para enfrentar o Vitória, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. No primeiro jogo, no Barradão, empate em 0 a 0, se persistir a igualdade no agregado, haverá cobranças de pênalti.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos