Plano do Santos é contratar 3 reforços, mas Jair terá de esperar até julho

  • Divulgação

    Zelarayán é um sonho antigo do Santos

    Zelarayán é um sonho antigo do Santos

O Santos tem um plano ousado para aliviar a pressão, mas ele só deve vigorar no segundo semestre: repetir o começo de 2018 e apresentar à torcida e comissão técnica três reforços para o time titular. No planejamento do clube, dois meias e um atacante chegariam durante o período de pausa para a disputa da Copa do Mundo, entre junho e julho, momento também no qual a janela de transferências do exterior abre. Assime, o técnico Jair Ventura enfim terá seu meia-armador para compor o elenco.

À reportagem, pessoas ligadas à diretoria garantiram que três nomes já estão sendo negociados há meses. Para suprir "posições mais carentes, que estão no meio" e "ao menos um atacante". O Santos, de fato, sofre com a falta de articuladores em seu meio-campo. A demora na contratação de um homem para atuar no setor tem gerado críticas à gestão do presidente José Carlos Peres, que chegou a prometer a fechar negócio em fevereiro.

"Não vamos contratar por contratar, não há porque gastar o dinheiro que o clube já não tem em quem não fará a diferença. Desde o começo do ano, nós trouxemos três jogadores que hoje são titulares. É esse tipo de reforço que vamos buscar no mercado", disse o presidente Peres.

Publicamente, o Santos diz ainda sonhar com a chegada do meia Lucas Zelarayán, do Tigres, do México, mas nos bastidores tem feito pouco para concretizar a negociação. Já Paulo Henrique Ganso, atualmente no Sevilla, da Espanha, chegou a ser cogitado, mas uma negociação nem sequer foi aberta e Peres não tem a intenção de viajar à Espanha.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos