Com pênalti no fim, Ceará consegue suado empate diante do América-MG

No momento onde a disposição dava o tom do confronto entre Ceará e América-MG no Castelão pelo encerramento da quinta rodada do Brasileirão, o resultado foi de igualdade em 2 a 2. Com isso, o Coelho fica com a 10ª posição com sete pontos. O time Alvinegro, por sua vez, segue sem ganhar nenhum compromisso em seu retorno a Série A e, no momento, é o 19° agora com três pontos.

O JOGO

Logo com dois minutos, a partida se mostrou extremamente elétrica. Depois do Ceará assustar em chute cruzado que passou por toda a pequena área mineira, o Coelho não desperdiçou sua primeira investida ao ataque. Em bola alçada na área por Luan, o lateral-esquerdo Giovanni apareceu dentro da área e testou firme para vencer Éverson.

A partida seguiu nesse ritmo com os dois lados, quando tendo a oportunidade, partindo pra cima da marcação e geralmente levando vantagem sobre as defesas. Nas melhores chances, Elton pelo lado do Vozão chutou forte para a defesa de João Ricardo e Marquinhos, livre de marcação, chegou bem perto da pequena área e errou a finalização mandando por sobre a meta de Éverson.

Entretanto, quem novamente acertou a pontaria foi o Coelho e, de novo, através do seu lateral-esquerdo. Dessa vez com a bola vindo do lado oposto, Giovanni entrou sem nenhum zagueiro do Ceará lhe incomodando para fazer o segundo dos visitantes.

A esperança cearense, depois de muita insistência, reviveu através de escanteio cobrado por Pio onde o centroavante Elton testou no extremo canto esquerdo de João Ricardo. Apesar do assistente Leone Carvalho Rocha e o árbitro Cristhian Passos Sorence ficarem bastante tempo conversando após a marcação do tento, ele foi validado.

SEGUNDO TEMPO

A etapa complementar iniciou com menos intensidade do que os primeiros 45 minutos e com o América-MG se estabelecendo mais claramente no plano defensivo, apostando em contra-ataques. O Ceará, por necessidade, chegou a intensificar a pressão, porém pecava bastante nos passes e os erros deixaram o confronto menos criativo e mais combativo.

Tendo uma posse de bola muito mais ampla do que os visitantes, cada vez mais o domínio territorial do Ceará era latente e a equipe chegou a ter Arthur e Elton em campo para aumentar a presença de área. Enquanto isso, o Coelho seguia retraído e se equivocando nas decisões quando tinha a oportunidade de implementar jogadas principalmente baseadas na velocidade de contra-ataque.

Chamusca se movimentou dentro das suas possibilidades, modificando a equipe três vezes colocando atacantes em busca de uma postura suficientemente ofensiva para furar o bloqueio do clube de Belo Horizonte. Porém, faltou constância e criatividade para o Vozão em meio a uma situação que parecia até certo ponto bastante confortável ao time Verde e Preto.

A melhor oportunidade de igualdade surgiu em sequência nos potentes chutes de Pio vindos de fora da área aos 39 e 40 minutos. Nas duas oportunidades, João Ricardo fez intervenções espetaculares e, no rebote da segunda oportunidade, Eder Luis acabou isolando.

E, quando tudo parecia definido, o lance que premiou a persistência do Vozão aconteceu. Aos 45 minutos, Messias teria derrubado Arthur dentro da área e a arbitragem marcou a penalidade. Na cobrança, Pio encheu o pé para dar números finais a partida.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 2 X 2 AMÉRICA-MG

Local: Castelão, Fortaleza (CE)

Data-Hora: 14/5/2018 - 20 h

Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (CBF-GO)

Auxiliares: Cristhian Passos Sorence e Leone Carvalho Rocha (ambos da CBF-GO)

Público/renda: 13.898 pagantes / 14.914 presentes / R$ 84.285,00

Cartões amarelos: Luan, Aderllan (AME)

Cartões vermelhos: -

Gols: Giovanni (2' e 29'/1°T) (0-2), Elton (36'/1°T) (1-2) e Pio (46'/2°T).

CEARÁ: Éverson; Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca; Juninho (Arthur, aos 21'/2°T), Richardson e Ricardinho; Wescley (Juninho Piauiense, aos 32'/2°T), Elton e Felipe Azevedo (Eder Luis, no intervalo). Técnico: Marcelo Chamusca.

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Aderlan, Matheus Ferraz, Messias e Giovanni; Leandro Donizete, Juninho e Serginho; Luan (Gerson Magrão, aos 21'/2°T), Marquinhos (Renan Oliveira, aos 25'/2°T) e Aylon. Técnico: Enderson Moreira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos