Após empate com Ceará, presidente do Coelho se revolta com arbitragem e vai à CBF

O presidente do América-MG, Marcus Salum ficou inconformado com a atuação da arbitragem no jogo de segunda-feira contra o Ceará, em que terminou com o empate em 2 a 2. Além disso, o dirigente do Coelho confirmou que irá à CBF e que fazerá uma representação formal na entidade.

Salum falou abertamente em suas redes sociais sobre atuação dos árbitros. Para complementar, concluiu que o América foi prejudicado em lances importantes.

O Coelho reclama do lance do gol de Elton: o jogador Wescley interfere na ação do goleiro João Ricardo, em que jogo estava 2 a 0. O árbitro entendeu que não atrapalhou e validou o gol. O outro lance foi no pênalti de Messias aos 46 minutos, que o América entendeu que não houve, mas que o árbitro confirmou. Pio conbrou e empatou o jogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos