Barbieri defende Dourado: 'Temos que fazer que a bola chegue melhor'

Quando Henrique Dourado foi substituído aos 44 minutos da etapa final, algumas vaias foram ouvidas vindo das arquibancadas do Maracanã. A torcida não aprovou a atuação do camisa 19 diante do Vasco, no sábado, no empate em 1 a 1. Após o clássico, no entanto, o treinador Maurício Barbieri saiu em defesa do centroavante.

Para o técnico, Dourado vem em uma sequência de boas partidas, apesar de não ter repetido o bom desempenho no Maracanã. Além disso, Barbieri afirmou que a responsabilidade não pode estar toda sobre o camisa 19, que precisa contar com os passes e oportunidades criadas pelos companheiros, o que não aconteceu contra o Vasco.

- O Henrique (Dourado) vinha fazendo muitos bons jogos, hoje não foi uma das melhores partidas dele, mas também temos fazer com que a bola chegue melhor para dele dentro da área. A responsabilidade não é apenas dele. Ele teve um chance e guardou, o lance foi polêmico, mas ele guardou. Hoje, infelizmente, não conseguimos aproveitar - avaliou o treinador.

Antes do clássico, Henrique Dourado já havia sido questionado se concordava com as críticas de parte da torcida, que reclamam da pouca participação do centroavante durante a partida. O Ceifador respondeu que está procurando evoluir e se adaptar o mais rápido ao estilo de jogo do Flamengo.

- Meus números não estão ruins, eu me cobro muito e quero estar sempre evoluindo. Buscando melhora a cada dia, quem tem a ganhar é o Flamengo - afirmou o camisa 19.

Contratado em fevereiro, Henrique Dourado marcou oito gols pelo Flamengo em 2018 - dois na Libertadores, dois no Brasileirão, um na Copa do Brasil e três no Estadual. São 21 partidas do centroavante, titular da equipe de Maurício Barbieri.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos