Palmeirense diz que devolveu camisa de Borja para não prejudicar o time

Quando fez o terceiro gol do Palmeiras sobre o Bahia, no fim do primeiro tempo, Borja tirou a camisa e jogou em direção à Mancha Alviverde, no Gol Norte. Adinan Cruz, que assistia ao jogo no local, pegou o uniforme, mas devolveu ao ver o pedido de Willian e pelo temor de uma punição severa ao colombiano.

- Eu peguei e guardei a camisa. Falei: 'é minha'. Mas no mesmo momento o Willian pediu a camisa de volta e eu não sabia o que ia acontecer. Não sabia se ia ter punição. Já sabia que ele ia levar o amarelo, mas achei que ele podia ser expulso e eu achei melhor devolver. O time precisa dos 11. Se joga com um a menos, criaria um problema. Era melhor devolver para o time continuar jogando bonito como estava, com raça - contou o torcedor, em entrevista para o Esporte Interativo.

O lance aconteceu aos 41 minutos do primeiro tempo, quando o Verdão chegou aos 3 a 0. Após Borja jogar a camisa para a torcida, Willian se virou ao público e pediu o uniforme de volta. Adinan o atirou imediatamente.

Borja estava pendurado e o cartão amarelo recebido pela comemoração foi "bem-vindo". Isto porque ele terá de cumprir suspensão contra o Sport, sábado que vem, partida que ele já seria desfalque. O centroavante viajou neste domingo para se apresentar aos treinos da seleção colombiana antes da Copa do Mundo. Ele só volta ao Verdão depois do Mundial.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos