Santos só negociará Rodrygo com o Barcelona se receber valor milionário

O presidente do Santos, José Carlos Peres, espera receber 14,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 60 milhões) do Barcelona antes de iniciar qualquer tipo de negociação pelo atacante Rodrygo, de 17 anos. O mandatário disse ter acionado a Fifa para cobrar um suposto aliciamento de Neymar antes da final do Mundial, em 2011, quando o atacante ainda vestia a camisa do Alvinegro e e era pretendido pelos catalães. Além disso, um amistoso não realizado no Brasil também é cobrado do Barça. Só então, após o pagamento, é que a relação entre os dois clubes voltará a ser boa na visão do Alvinegro e haverá "clima" para discutir outros assuntos.

- Não temos nenhuma reunião agendada com Barcelona. Temos um processo na Fifa contra o Barcelona, que adiantou dinheiro de uma transação para Neymar meses antes da final do Mundial e isso, na nossa visão, é um aliciamento. Neymar disputou o Mundial (em 2011) já comprometido com outro time. Todo mundo que viu aquele jogo viu que houve influência, a cabeça de Neymar estava virada. Estava comprometido com a transação - ponderou Peres, em entrevista coletiva no escritório do Santos, em São Paulo, e completou:

- Além disso, Barcelona precisa nos pagar um amistoso de 4,5 milhões de euros. Discussão com Barcelona hoje são duas: primeiro, Santos, pleiteia 10 milhões de euros que foi dado a Neymar e, depois, o amistoso. A partir do momento que Barça nos pagar, estaremos prontos para ouvir qualquer tipo de proposta. Temos pendências e pendências precisam ser quitadas. Aí sim a relação melhora e podemos sentar e discutir qualquer tipo de assunto.

'Cinco ou seis' interessados

De acordo ainda com o presidente, existem "cinco ou seis" potências mundiais que estariam interessadas em contar com o futebol do atacante no futuro. O Manchester City, da Inglaterra, seria uma delas. Por isso, na visão do presidente, não há pressa para definir o futuro do jogador, que completa 18 anos em janeiro de 2019 e só então poderia ser transferido.

- Rodrygo é a estrela. Existem cinco ou seis times tops do mundo que desejam fazer um compromisso com o Santos e tentar segurar o jogador para o futuro. O Barcelona é um dos interessados e não abrimos negociação ainda. Não é permitido pela Fifa. Está fora de questão. Tudo depende de números. Hoje ele tem uma multa. Santos já tomou todas as providências e posso garantir que Rodrygo não sairá de graça. Qualquer tipo de aliciamento será denunciado - finalizou.

O contrato do atacante com o Santos vai até julho de 2022, com multa rescisória de 50 milhões de euros (cerca de R$ 202 milhões). O estafe do jogador já iniciou conversas com representantes do clube catalão e, neste momento, o Barcelona é quem larga na frente para contratá-lo. O pai do jogador, Eric de Goes, está envolvido nas conversas, embora publicamente negue qualquer tipo de contato.

UOL Cursos Online

Todos os cursos