Pai de Guerrero solta o verbo e lamenta suspensão do filho

Depois da mãe de Paolo Guerrero falar sobre o julgamento do filho, foi a vez do pai do atacante, José Guerrero, soltar o verbo sobre a punição de 14 meses ao jogador, que o tira da Copa do Mundo, no próximo mês, na Rússia. Esta, provavelmente, seria a única chance do camisa 9 do Flamengo defender o Peru em um Mundial.

- Esta situação é muito difícil, lamentavelmente a Fifa respeitou a Wada (Agência Mundial Antidoping), e foi um golpe muito forte para o país. Tudo tem sido protocolar, não viram os seus antecedentes, que ele não é consumidor de droga social, não usa cocaína, se comprovou que ele não é consumidor de cocaína, nem cigarro fuma - disparou em entrevista ATV Noticias.

José Guerrero ainda falou que a punição foi muito arbitrária, já que a própria Wada e a Corte Arbitral do Esporte, além da Fifa, reconheceram que o jogador não usou droga recreativa.

- Wada reconheceu que ele não é usuário de drogas, que não ingeriu para render mais, que tinha autorização da nutricionista, mesmo assim deram uma sentença desproporcional e arbitrária - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos