Prefeitura, licitações e futuro em São Paulo: Santos prioriza o Pacaembu

  • LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDO

O Santos pretende alinhar uma parceria com a empresa que ganhar a licitação para administrar o estádio do Pacaembu. Na visão do presidente do Peixe, José Carlos Peres, há uma possibilidade de crescimento da torcida alvinegra na capital e uma associação com a futura administração do estádio renderia ao clube a possibilidade de priorizar os jogos em São Paulo diminuindo custos com aluguel não só do próprio estádio, mas tudo o que compõe o jogo, como lanchonetes e banheiros químicos.

De acordo com o o dirigente, um dos aliados do Peixe na missão é a própria prefeitura de São Paulo, hoje comandada por Bruno Covas, eleito como vice de João Dória na última eleição. Os dois políticos são santistas. Covas esteve no último treino do Santos no estádio e conversou não só com o técnico Jair Ventura, mas com membros do departamento de futebol, como o gerente William Machado.

- São quatro consórcios interessados. Saindo o vencedor, nossa preocupação é estar junto com eles. Queremos negociar antes, é importante. Identificamos essas empresas, descobrimos por jornal, chegamos em dois e depois nos outros dois nomes. O Santos tem interesse em agir com todos - disse Peres.

A prefeitura abriu a concorrência para a licitação na última semana. A tendência é que até agosto a questão esteja resolvida. A ideia de Peres é fazer algo semelhante com a parceria entre WTorre e Palmeiras, dividindo o uso do estádio entre a administradora e o clube. Ao mesmo tempo, projeta que a Vila Belmiro se torne uma arena, modernizando o estádio:

- Quem tem arena saiu na frente. Não importa o quanto custou essa ação. O Santos joga em um estádio com mais de cem anos. Queremos uma Arena lá (na Vila Belmiro) para 15 ou até 18 mil pessoas, e o Pacaembu, estamos firmes. Faremos parte da licitação no modelo do Palmeiras. O investidor faz shows. Atuaríamos sem pagar. O estádio seria todo estampado com o Santos - completou.

Futuro em São Paulo e projeto com a Globo

Para Peres, o futuro do clube está em São Paulo. Há, inclusive, um projeto com a Globo para que todo jogo disputado no Pacaembu seja transmitido com sinal aberto para a Baixada Santista.

- A saída para o clube, é jogar no Pacaembu. Não tem outra saída. Estamos na maior cidade da América Latina, os bancos estão aqui, tudo está aqui. O Santos tem possibilidade de crescer aqui. Em relação a sua torcida atual, tem mais chance de crescimento aqui na capital, no Pacaembu. O povo de Santos já aceitou isso. Todos jogos do Pacaembu vamos transmitir para Santos de maneira aberta. Acertamos isso com a Globo. Como um reconhecimento - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos