Loss: 'Vou começar a ter a real noção do que é comandar o Corinthians'

Osmar Loss teve apenas um dia no comando do Corinthians antes de enfrentar o Millonarios, nesta quinta-feira. Após a derrota por 1 a 0 em sua estreia, o novo treinador do Timão disse que passará a ter "a real noção" do seu cargo. Ele era auxiliar desde o ano passado de Fábio Carille, que deixou o clube na noite da última terça rumo ao Al Wehda, da Arábia Saudita.

- A semana foi curta. De terça para quinta foram dois dias muito intensos. Faz com a que a gente reflita bastante, pense e projete. A partir do jogo de hoje vou começar a ter a real noção do que é comandar o Corinthians, do que é ter esse cargo. É muito diferente, não tenho dúvida. Antes tudo era discutido, mas as decisões eram do Fábio (Carille). Agora tenho que tomar a decisão, essa é a grande diferença - analisou Loss.

- É difícil para todos nós uma mudança. O fato de estar aqui dando entrevista coletiva já gera uma diferença. A gente sente a falta do Fábio, acredito que os jogadores sintam, mas não percebi nas ações dentro do jogo uma mudança que acarretasse em um outro resultado - disse o treinador.

Em seu primeiro jogo no comando do Corinthians, Loss acredita que a equipe já teve a sua cara. Não pelo tempo como técnico, e sim porque ficou quase um ano como auxiliar.

- Eu acho que o que já vinha sendo feito tinha muito de Osmar Loss, porque é um futebol parecido que a gente pensa. O Fábio é um treinador que abria espaço para discussões. Tudo era passado pelos auxiliares. Era a forma de o Corinthians jogar. Mostramos a mesma competitividade, a forma de jogar que tem a cara do Corinthians, um time que não tolerar perder, mas isso não é do Osmar Loss, é do Corinthians - opinou.

Loss ainda admitiu incômodo com a derrota em casa, mas valorizou o desempenho do Corinthians nas três competições que disputa. O Timão avançou em primeiro de seu grupo na Libertadores, está nas quartas de final da Copa do Brasil e ocupa a terceira colocação no Brasileiro.

- Começa um novo campeonato a partir do mata-mata. Claro que se a gente analisar os resultados, não foram satisfatórios as duas derrotas em casa (para Millonarios e Independiente). Mas alcançamos nossos objetivos de terminar em primeiro no grupo, na Copa do Brasil também classificamos, e agora temos seis jogos no Brasileirão até a parada para a Copa do Mundo - declarou o treinador.

Após encerrar a fase de grupos da Libertadores, o Corinthians volta a pensar no Brasileirão. Neste domingo, às 16h, o Timão visita o Internacional, no Beira-Rio, pela sétima rodada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos