Perto de recorde, Marcelo garante vontade de vencer outra Champions

Convocado por Tite para a Copa do Mundo de 2018, Marcelo chega em alta para a decisão da Liga dos Campeões. Neste sábado, às 15h45 (de Brasília), Real Madrid e Liverpool se enfrentam em Kiev, na quarta final do lateral na competição. Em caso de título, se tornará - ao lado de Casemiro - o brasileiro com mais títulos do principal torneio continental do mundo.

A dupla do Real Madrid faturou a Champions três vezes, assim como Daniel Alves (Barcelona), Roberto Carlos e Sávio, ambos pela equipe merengue. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, Marcelo afirmou que as coisas mudaram desde o primeiro título, na temporada 2013/14.

- Sim, mudaram muitas coisas. Menos a vontade de ganhar títulos. Mas as coisas que ganhamos passaram. Temos que mirar o presente e o futuro para seguir ganhando. É isso que temos que fazer - declarou.

Marcelo foi apresentado no Real Madrid em 2006 ainda jovem, com apenas 18 anos, após se destacar pelo Fluminense. Ele chegou para substituir Roberto Carlos, em uma árdua missão que o atuar titular da lateral esquerda merengue conseguiu superar. Nesta edição da Champions, marcou três vezes, tornando-se o defensor com mais gols em mata-matas da competição.

Durante a entrevista coletiva, Marcelo foi questionado sobre uma suposta afirmação de Jürgen Klopp, do Liverpool, de que o teria deficiências na marcação. O brasileiro, contudo, foi pacífico em sua resposta.

- Fiquei sabendo disso, mas não escutei da boca dele. Cada um tem a sua opinião, eu estou muito contente com o meu trabalho, e o treinador do clube também. Não tenho que provar nada a ninguém. Não o escutei dizendo isso, por isso não posso contestá-lo.

SERGIO RAMOS ELOGIA SALAH

Quem também participou da entrevista coletiva foi o capitão Sergio Ramos. O zagueiro será um dos responsáveis por parar o ataque do Liverpool, formado por Salah, Firmino e Mané, e que soma 46 gols na Champions. O defensor elogiou o egípcio, afirmando que ele poderia ser comparado a Cristiano Ronaldo e Messi.

- Para mim, comparar jogadores com Cristiano e Messi é estar em outra órbita. Existem jogadores da moda, e existem jogadores que não. Está claro que Salah é um grandíssimo jogador, e quem quiser compará-los, que faça. Para mim, parece um grande jogador e tem a oportunidade de reivindicar-se nisso nos próximos anos. Desejo o melhor a ele, mas só depois de amanhã.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos