Salah se lesiona, Bale decide com golaço, e Real é tri da Champions

A decisão da Liga dos Campeões reservou grandes emoções, vilões e heróis. Em Kiev, o Real Madrid bateu o Liverpool por 3 a 1, e garantiu o tricampeonato seguido da competição - 13 canecos no total. Desta vez, o grande personagem não foi Cristiano Ronaldo. Bale fez dois gols - um deles de bicicleta - para garantir mais um título dos espanhóis. A nota triste foi a lesão de Salah ainda no primeiro tempo, após jogada com Sergio Ramos. O egípcio corre o risco de ficar fora da Copa do Mundo. Carvajal também saiu machucado.

O grande vilão foi o goleiro Karius. Ele falhou feio em dois gols, o primeiro de Benzema e o último de Bale, afastando o Liverpool de sua sexta conquista da Liga dos Campeões.

A conquista fez Marcelo e Casemiro tornaram-se os brasileiros com mais títulos da Liga dos Campeões. Agora, a dupla soma quatro, todas pelo Real Madrid, deixando para trás Roberto Carlos e Sávio (também com os Merengues), e Daniel Alves (pelo Barcelona), com três

PRIMEIRO TEMPO

O Liverpool dominou durante os primeiros 30 minutos, com marcação sob pressão, fazendo o Real ter grande dificuldade para sair jogando. Salah caía muito pelo meio e acionava Mané e Firmino, que se movimentavam com intensidade. Os Merengues chegaram com perigo na primeira meia hora em apenas uma finalização de CR7, em toque errado de Firmino no meio de campo.

LESÃO DE SALAH

O Liverpool era melhor na partida, tinha o controle das ações ofensivas, mas perdeu o seu principal jogador. Em lance no ataque dos Reds, Sergio Ramos puxou Salah e caiu com o egípcio, que sentiu muitas dores no ombro. O atacante tentou voltar, mas foi ao chão e, aos prantos, foi substituído por Lallana. A saída do camisa 11 deixou os ingleses abatidos, o que fez o Real crescer na partida. Em dois lances, poderia ter aberto o placar. Em um deles, o árbitro anulou gol de Benzema. Carvajal também deixou o campo lesionado.

LIVERPOOL MUDA DE TÁTICA

A entrada de Lallana fez Mané atuar mais pelo lado direito, às costas de Marcelo, onde estava Salah. Lallana ocupava mais o meio de campo, com Firmino centralizado. No Real, Nacho entrou na vaga de Carvajal e não mudou a forma de o time jogar, apesar de o titular ter mais presença ofensiva. Por outro lado, liberou mais o brasileiro Marcelo para avançar.

REAL VOLTA MELHOR, E GOLEIRO COLABORA

Logo com dois minutos do segundo tempo, o Real tirou o "UH" do seu torcedor no Estádio Olímpico de Kiev. Após toque errado para trás de Lallana, Isco tirou de Karius e mandou no travessão. Com cinco, Karius entregou. Com a bola nas mãos, ele foi jogar para o zagueiro e, no meio do caminho, Benzema esticou o pé e abriu o placar.

MALANDRO É MALANDRO...

O gol do Real Madrid tinha tudo para derrubar o Liverpool de vez. Mas não foi o que aconteceu. Após cobrança de escanteio, Lovren subiu mais alto que a defesa e cabeceou. No caminho, Mané desviou e deixou tudo igual, para delírio do técnico Jürgen Klopp no banco de reservas.

ESTRELA DE ZIDANE, BRILHO DE BALE

O empate fez Zidane mudar o esquema do Real Madrid. Tirou Isco e colocou Gareth Bale. A estrela do técnico francês brilhou intensamente em quatro minutos. Em cruzamento de Marcelo, Bale acertou uma bicicleta incrível, à la Cristiano Ronaldo contra a Juventus, e mandou no ângulo de Karius.

MANÉ LIGADO, FIRMINO APAGADO

Sem Salah, Mané seguia sendo a principal arma ofensiva do Liverpool. O senegalês buscava a jogada e aparecia com perigo para finalizar. Em uma jogada pela direita, ele levou para o meio e bateu na trave de Navas. Por outro lado, Firmino não brilhou e não conseguiu acompanhar a boa performance do companheiro.

KARIUS ENTREGA OUTRA E SELA CHANCES DO LIVERPOOL

A noite do dia 26 de maio para Karius, em Kiev, é para ser esquecida. Após fazer boa defesa em finalização de Benzema, o goleiro sofreu um frangaço em chute de Bale, de longa distância, para acabar com todas as chances de recuperação dos Reds.

FICHA TÉCNICA

REAL MADRID 3 X 1 LIVERPOOL

Local: Estádio Olímpico de Kiev, em Kiev (UCR)

Data-Hora: 26/5/2018 - 15h45 (de Brasília)

Árbitro: Milorad Mazic (SER)

Auxiliares: Milovan Ristic e Dalibor Djurdjevic (SER)

CARTÃO AMARELO: Mané (LIV)

CARTÃO VERMELHO: Não houve

GOLS: Benzema - 5'/2°T (1-0), Mané - 10'/2°T (1-1), Bale - 19'/2° (2-1) e Bale, 38'/2°T (3-1)

REAL MADRID: Navas; Carvajal (Nacho, 35'/1°T), Varane, Ramos e Marcelo; Casemiro, Kroos, Modric e Isco (Bale, 15'/2°T); Cristiano Ronaldo e Benzema (Asensio, 44'/2°T). Técnico: Zinedine Zidane.

?

LIVERPOOL: Karius; Alexander-Arnold, Van Dijk, Lovren e Robertson; Henderson, Milner (Emre Can, 38'/2°T e Wijnaldum; Mané, Firmino e Salah (Lallana, 30'/1°T). Técnico: Jurgen Klopp.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos