Com falta de pontaria e sequência negativa, Santos se aproxima do Z4

Com a derrota para o Cruzeiro por 1 a 0, no Pacaembu, o Santos agora soma quatro jogos sem vencer e o três sem balançar as redes. A equipe da casa fez uma partida equilibrada e criou oportunidades contra a Raposa, mas a derrota só serviu para aumentar o drama de Jair Ventura no comando alvinegro. O próximo jogo do Peixe é na próxima quinta-feira, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada e uma derrota coloca o clube paulista na zona de rebaixamento.

Falta de gols

O Santos até teve oportunidades para marcar, mas mais uma vez termina uma partida sem balançar as redes. São três jogos, contra São Paulo, Real Garcilaso e Cruzeiro. Jair Ventura não escondeu a insatisfação com a falta de pontaria e terminou a partida deste domingo com quatro atacantes. E mesmo assim não funcionou.

Gabigol teve ótima chance de marcar aos 35 minutos do primeiro tempo, após belo passe de Rodrygo, mas acabou pecando na finalização. O rápido Rodrygo, se movimentou durante toda a partida, mas além de deixar seu companheiro na cara do gol, não conseguiu levar perigo ao gol de Fábio. Enquanto Sasha fez mais uma partida abaixo das expectativas e também não criou chances contra o gol cruzeirense.

- Quando você vai criando e a bola não entra, fica muito evidente a pontaria. É logico que quando as coisas não acontecem e ainda sofremos um gol, as coisas ficam mais nítidas. Nosso elenco é jovem mas não foge da responsabilidade - disse Jair após a partida.

Mais uma grande partida de Vanderlei

Se o ataque não vai bem, o goleiro Vanderlei mantém a regularidade e fez mais uma grande partida. Com o Santos indo para o ataque em busca do gol no segundo tempo, espaços para contra ataques do Cruzeiro foram aparecendo e com grandes defesas, o número um santista evitou um resultado mais elástico. Na jogada anterior do gol de Bruno Silva, Robinho apareceu livre e tentou encobrir Vanderlei, que se esticou todo e mandou a bola para a linha de fundo.

Volta de Bruno Henrique

?O atacante vinha se recuperando de lesão muscular sofrida no dia 21 de abril, contra o Bahia e voltou aos gramados na tarde deste domingo. A torcida entoou o nome de Bruno Henrique no início do segundo tempo e logo Jair Ventura o colocou em campo. Em poucos minutos já criou uma chance clara de gol e ajudou na movimentação da equipe, porém não conseguiu marcar para o Santos.

- Bruno Henrique foi o jogador que eu fiquei mais animado para trabalhar, e a gente sabe que a responsabilidade é sempre do treinador. Por mim o Bruno Sairia jogando sempre, mas falando com o departamento de fisiologia e físico e eles liberaram apenas 15 minutos para ele ficar em campo e ainda teve uma chance clara de gol, que entrou cara a cara - comentou o treinador.

O meio-campo e a falta de articuladores

?É nítido que o problema do Santos não está apenas na falta de articulação, porém é um setor que a equipe sente, principalmente o trio de ataque, que na maioria das vezes tentam criar as jogadas por sozinhos. Não há criatividade no meio-campo do Peixe e muito menos entrosamento e aproximação entre a defesa, meio e ataque. Problema que poderia ser resolvido com jogadores que vem de trás, buscando surpreender a zaga adversária, mas o elenco também não conta com essa peça. Os volantes cruzeirenses se movimentaram bem e acabaram confundindo todo o setor de criação do Santos, o que dificultou na hora de aparecer as boas oportunidades para finalizações.

Desgaste

Com a forte sequências de jogos, o Santos terá apenas o Campeonato Brasileiro para se preocupar até a parada da Copa. A maratona desgastante fez jogadores importantes se contundirem e se tornando desfalques por algumas rodadas, casos de Alison, Victor Ferraz, Vecchio e Copete. Jair fez questão de ressaltar o desgaste da equipe após a partida contra o Cruzeiro.

- Sabemos da necessidade de reforços. Não tínhamos jogadores suficientes no banco hoje por conta de lesão. Temos que dar um jeito, mesmo com todas as dificuldades. Acabei perdendo um titular hoje na véspera do jogo e isso não é fácil - finalizou Jair.

Serão cinco jogos até o dia 13 de junho, onde o Santos enfrenta o Fluminense, no Maracanã.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos