Balotelli homenageia Astori e critica faixa xenófoba em estádio suíço

Do UOL, em São Paulo

  • Fabrice Coffrini/AFP

Mario Balotelli voltou à seleção italiana em grande estilo. O atacante do Nice abriu o placar na vitória por 2 a 1 sobre a Arábia Saudita, em amistoso realizado na última segunda-feira. Após a partida, o jogador expressou sua alegria pelo retorno à Azzurra e homenageou Davide Astori, zagueiro da Fiorentina falecido em 4 de março. Em seguida, criticou uma faixa com mensagem xenófoba presente no estádio Kybunpark, em Saint Gallen, na Suíça.

"Sei que é tarde. Eu sei que agora você é o... Mas estou convencido de que lá, no alto, hoje você assistia à partida com o meu meu papai. Esse gol, ainda que não signifique nada, mesmo que não sirva a nada, dedico a você #DavideAstori", escreveu Balotelli ao zagueiro Astori.

Reprodução/Instagram

Em seguida, a postagem criticando a faixa xenófoba. "O meu capitão é de sangue italiano": Estamos em 2018, rapazes. Basta! Acordem! Por favor!", escreveu Balotelli.

Astori morreu no dia 4 de março vítima de um mau súbito. Ele era capitão da Fiorentina e recebeu inúmeras homenagens na Itália.

Foi a primeira partida de Roberto Mancini à frente da Itália, que não se classificou para a Copa do Mundo. Há duas semanas, ele assumiu o comando da Azzurra e adiantou que daria uma chance a Balotelli, o que de fato aconteceu. Além do gol do atacante do Nice, Belotti, do Torino, anotou para a seleção, com Al Shehri descontando para os árabes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos