Ex-presidente do Barça recebe nova acusação de lavagem de dinheiro

O ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell foi, mais uma vez, acusado de lavagem de dinheiro. Segundo o site "El Confidencial", o dirigente foi denunciado por ter ocultado das autoridades 26 milhões de dólares (R$ 26,7 milhões) em comissões em um contrato da CBF e da Nike.

De acordo com o jornal, parte do dinheiro seria destinado ao ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira. O contrato que gerou a comissão teria sido assinado em 2008. Em depoimento, Rosell afirmou que a quantia de cinco milhões de dólares seria para quitação de um empréstimo.

Rosell está preso há um ano, por lavagem de 15 milhões de euros (R$ 64 milhões) referentes a venda de direitos de transmissão e marketing da Seleção Brasileira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos