Na Seleção, Danilo destaca Guardiola e 'pisadinha' em Neymar nos treinos

Favorito para iniciar a Copa do Mundo como titular da Seleção Brasileira após o corte de Daniel Alves, o lateral-direito Danilo tem o privilégio de aprender com Pep Guardiola, seu treinador no Manchester City (ING) e um dos maiores do mundo. Danilo faz parte do grupo do City na Seleção, que tem ainda o goleiro Ederson, o volante Fernandinho e o atacante Gabriel Jesus. Para o lateral, isso dá um ganho ao Brasil. Vale lembrar que a Espanha, campeã em 2010, e a Alemanha, em 2014, eram as seleções com maior número de atletas dos times de Guardiola (Barcelona e Bayern de Munique). Agora, é o Brasil.

- Acho importante ter essa base, ajuda no conhecimento, o padrão de jogo melhora. Mas claro, somos quatro do City, mas os outros são de equipes grandes com padrão parecido do nosso - analisou Danilo, que também exaltou Guardiola e sua forma de aplicar futebol:

- Acho importante para o meu estilo de jogo, jogar numa equipe onde o padrão de movimentação é quase sempre o mesmo, que você sabe onde seus companheiros vão estar, isso foi determinante para mim. Ele (Guardiola) cobra um padrão tático perto da excelência, rotatividade muito grande e marcação pressão em linhas altas, que acho que melhora muito meu jogo.

Danilo foi o entrevistado desta quarta-feira no CT do Tottenham em Londres e também falou sobre a recuperação de Neymar. O jogador brincou que tem até dado umas "pisadinhas" no atacante nos treinos. Eles foram companheiros de clube em 2010 e 2011 no Santos, quando começaram os duelos pessoais nas atividades.

- Tenho conversado bastante com o Neymar, tenho enfrentado ele, e sempre dou uma pisadinha ali (risos). Ele está cada dia melhor, cada dia com mais velocidade, e sempre difícil de defender contra ele. A gente espera que ele chegue se não 100%, ou o mais perto disso na Copa - afirmou.

- Ontem mesmo subi foto nas redes sociais, desde 2010 tentando parar ele. Sempre enfrentando ele, e ele é muito rápido, você não sabe se ele vai para a direita, então é normal umas duas ou três vezes pisar no pé dele, estou tentando pisar de leve, com um carinho (risos) - completou Danilo.

Danilo disputa com Fagner um lugar na lateral direita da Seleção. Ele leva vantagem porque se apresentou em condições físicas melhores. O lateral do Corinthians está em fase final de recuperação de uma lesão na coxa direita. Ele já está treinando com o grupo, mas ainda de forma limitada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos