Sasha lamenta viagem por Pacaembu e quer Santos cirúrgico no Paraná

Para justificar a mudança do jogo contra o Internacional do Pacaembu para a Vila Belmiro, o Santos alegou questões logísticas. Pouco depois, tais questões foram citadas pelo atacante Eduardo Sasha, durante entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, no CT Rei Pelé. O camisa 27 mostrou certo incômodo com a "viagem a mais" que é jogar na capital, embora o clube alegue que a decisão tomada não tem a ver com incômodo dos jogadores.

- Jogar no Pacaembu é mais a questão de uma viagem a mais, mesmo jogando em casa. Jogamos meio de semana fora, volta para Santos e tem de ir para São Paulo. Essa parte da logística atrapalha um pouco - ponderou o jogador, ressaltando a confiança na atual diretoria:

- Eles têm nos passado total confiança e continuam nos apoiando. Só depende da gente para sairmos dessa situação ruim. Podem ter certeza que todos nós estamos incomodados com isso. Vamos buscar o quanto antes sair com essa vitória.

O próximo compromisso do Santos é nesta quinta-feira, às 21h, contra o Atlético-PR, pela oitava rodada do Brasileirão, em Curitiba, na Arena da Baixada. O jogo é confronto direto na parte de baixo da tabela e qualquer resultado que não a vitória pode jogar o Peixe na zona de rebaixamento.

- Acho que os dois clubes se encontram na mesma situação (pressão). Temos de saber jogar na casa do adversário. Eles vão ter de sair para o jogo e vão abrir espaço para a gente. Temos de ser cirúrgicos para sair com a vitória. Temos de rever o que temos a melhorar, a fazer, e durante os jogos entrar para mostrar para o adversário, tirar essa ansiedade para sair com a vitória logo - completou.

Confira outros pontos da entrevista coletiva do atacante Eduardo Sasha:

?

Jejum de vitórias fora de casa

Acho que é o melhor momento para a gente buscar a vitória fora de casa, pela situação que a gente enfrenta hoje. Se vencermos fora, teremos mais tranquilidade antes da parada para a Copa. Vamos forte para buscar a vitória que não vem faz um tempo.

Novo posicionamento, mais centralizado

É um posicionamento diferente do que eu vinha atuando, mas nada anormal. O Jair nos passa tranquilidade para nós três fazermos rotações, dá bastante confiança. É dar sequência a essa nova posição e buscar a vitória logo.

Jejum de gols

Qual jogador que não gosta de marcar gols? Me incomoda, mas por estarmos nessa fase me incomoda mais ainda. Sou um jogador muito solidário, independentemente da faixa de campo que eu estiver. O mais importante é a vitória. O que eu estou mais incomodado é em buscarmos a vitória o quanto antes.

Dores de Bruno Henrique na bacia

Acho que não deve ter sido nada grave, não me informei muito. Tomara que esteja o próximo jogo para nos ajudar. Ele entra nos jogos querendo mostrar muito e talvez a vontade de querer mostrar demais e por ter ficado muito tempo parado acaba indo para o choque. Espero que ele vá para o jogo e nos ajude.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos