Deschamps diz que vê Zidane como seu sucessor no comando da França

Treinador da França há seis temporadas, o comandante Didier Deschamps afirmou que vê em Zidane um sucessor natural ao cargo dele em algum momento do futuro. O ex-técnico do Real Madrid pediu demissão nesta quinta-feira após três temporadas e três títulos da Champions League.

- Não sou eu quem decide isso, é o presidente da federação. Eu não sei o que ele (Zidane) decidiu. Eu acho que no momento ele quer aproveitar para descansar, ficar com os familiares. Em algum momento ele será o treinador (da França). Quando, eu não sei. Mas me parece lógico que um dia ele assuma a seleção da França - comentou Deschamps, em coletiva, na véspera de amistoso com a Itália.

Ele comentou ainda que não vê a saída de Zizou do comando dos Merengues como uma forma de pressioná-lo a fazer um bom trabalho na Copa do Mundo

- Não me questiono disso. Sigo concentrado no que me espera com os jogadores. Hoje estou imerso com meu grupo por um objetivo muito preciso. Toda minha energia está concentrada nisso. Existirá um depois do Mundial, isto vale para mim e para os jogadores - comentou o treinador, que tem contrato até 2020.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos