Quarteto afastado pelo Vasco é reintegrado e volta a treinar com o elenco

Após a vitória sobre o Paraná, na última quarta-feira, os jogadores do Vasco se reapresentaram na tarde desta quinta (31), no CT das Vargens, em Vargem Pequena, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Enquanto os titulares ficaram na academia para um trabalho regenerativo, os reservas foram a campo com uma novidade: a volta do quarteto formado por Wellington, Paulão, Evander e Gabriel Félix, afastados desde a semana passada por conta de polêmica com os torcedores.

Os quatro jogadores estão à disposição do técnico Zé Ricardo para a partida deste sábado, contra o Botafogo, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro. O treinador ainda não definiu se irá utilizar alguns dos envolvidos no time titular já neste jogo, mas pela quantidade de desfalques já confirmados - dez - a expectativa é para que isto aconteça. Na coletiva após a partida contra os paranaenses, Zé Ricardo destacou que "depois que pagaram a punição, não devemos crucificá-los".

A polêmica envolvendo o quarteto ocorreu justamente na madrugada de segunda para terça da semana passada. Os quatro jogadores publicaram a mesma foto (a presente acima) com legendas provocativas aos torcedores em seus perfis no Instagram. Os torcedores vêm cobrando Wellington, Paulão, Evander e Gabriel Félix nos jogos do Vasco, vaiando-os após verem erros prejudiciais ao time e os atletas "revidaram" as vaias. Diante da repercussão imediatamente negativa, todos os envolvidos apagaram as postagens de seus perfis.

Diante da repercussão negativa, na época, horas após a publicação das imagens polêmicas, os quatro jogadores envolvidos no caso publicaram o mesmo texto em seus perfis no Instagram com um pedido de desculpas aos torcedores. Na ocasião, afirmaram que em nenhum momento pensaram em desrespeitar a instituição Vasco da Gama, destacando que seguem comprometidos com o clube para honrar a camisa cruz-maltina em todas as vezes que forem entrar em campo.

"Queríamos pedir desculpas pela publicação feita por nós. Em nenhum momento pensamos em desrespeitar a instituição Vasco da Gama e sua imensa torcida. Sabemos o peso dessa camisa e que a cobrança é algo normal quando se joga num clube dessa grandeza. Nunca achamos que uma brincadeira iria ter essa repercussão toda. Agora, refletindo, reconhecemos que o momento para a postagem não era o ideal. O que importa é que seguimos comprometidos com o Vasco e iremos honrar essa camisa todas as vezes que entrarmos em campo", escreveram.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos