310 clubes de 54 nações: de onde vêm os atletas da Copa do Mundo-2018

Faltando apenas nove dias para o início da Copa do Mundo 2018, os 32 países que estarão na disputa pela taça na Rússia já conhecem seus 23 convocados. Ao todo, 736 jogadores estarão concentrados em busca da conquista do mais cobiçado torneio de seleções do planeta. Astros do futebol mundial partem de 54 nações diferentes, representando 310 clubes de todo o mundo, sete deles do Brasil, número muito baixo perto do que outras potências do esportes apresentam.

Apenas nove jogadores em um universo de mais de 700 atuam por sete clubes diferentes no futebol brasileiro: Cássio e Fagner (Corinthians), Trauco e Guerrero (Flamengo), Arrascaeta (Cruzeiro), Pedro Geromel (Grêmio), Borja (Palmeiras), Cueva (São Paulo) e Martín Silva (Vasco). Países como Coreia do Sul, Egito, Japão, EUA, Turquia e Arábia Saudita, estão à frente em relação à quantidade de atletas que jogam no Brasil.

O futebol argentino também será representado por nove jogadores e apenas três clubes: Cristian Pavón, Frank Fabra, Wilmar Barrios e Nahitan Nández (Boca Juniors), Maximiliano Meza, Martín Campaña e Gastón Silva (Independiente), e Franco Armani e Juan Quintero (River Plate).

Por outro lado, quem brilha nesse quesito e com certa folga é o futebol inglês. Foram convocados 130 jogadores que atuam por 34 clubes diferentes na Inglaterra, seja na Premier League ou em divisões inferiores. Das 20 agremiações que disputaram a elite do campeonato local, 18 tem pelo menos um selecionável na Copa. Somente Bournemouth e Newcastle não terão representantes na Rússia.

Dentro dessa enorme quantidade de jogadores que atuam na Inglaterra, o destaque é o Manchester City, que justificou a alcunha de um time global e forneceu 16 atletas para oito seleções distintas: Alemanha (1), Argentina (2), Bélgica (2), Brasil (4), Espanha (1), França (1), Inglaterra (4) e Portugal (1). Com esses números, é o clube que mais terá atletas no Mundial.

O futebol espanhol esteve muito longe de fornecer tantos jogadores quanto a Inglaterra, mas também apresentou um número significativo de representantes na Copa. Ao todo, 81 atletas atuam na Espanha por 22 clubes diferentes. Todas as 20 equipes que disputaram a primeira divisão do país em 2017/2018 tiveram pelo menos um jogador convocado.

Como não poderia deixar de ser, os clubes espanhóis que mais enviaram jogadores para o torneio na Rússia foi a dupla Real Madrid (15) e Barcelona (14), que não ficaram longe do City nesse quesito. Os atuais campeões da Liga do Campeões terão representantes em oito seleções: Alemanha (1), Brasil (2), Costa Rica (1), Croácia (2), Espanha (6), França (1), Marrocos (1) e Portugal (1).

Já o Barça terá jogadores em nove seleções: Alemanha (1), Argentina (1), Bélgica (1), Brasil (2), Colômbia (1), Croácia (1), Espanha (4), França (2) e Uruguai (1). O Atlético de Madrid, por sua vez, atual campeão da Liga Europa, verá nove de seus atletas em cinco seleções da Copa do Mundo: Brasil (1), Croácia (1), Espanha (3), França (2) e Uruguai (2).

O futebol alemão também terá uma quantidade considerável de representantes na Rússia. Estão inscritos na competição 67 jogadores que atuam em 21 clubes diferentes da Alemanha. Dos 18 times que disputaram a Bundesliga, primeira divisão do país, apenas o Freiburg não terá atletas na Copa.

Em compensação, o Bayern de Munique domina o cenário alemão nesse quesito. O clube bávaro forneceu 11 atletas para cinco seleções: Alemanha (7), Colômbia (1), Espanha (1), França (1) e Polônia (1). Outro destaque foi o Borussia Monchengladbach, que terá sete jogadores na Copa, quatro deles na seleção da Suíça, primeira adversária do Brasil.

Interessante também é a quantidade de jogadores que atuam no futebol italiano que estarão na Copa do Mundo, mesmo que a seleção da Itália não tenha se classificado para a competição. Ao todo, 58 atletas de 16 clubes diferentes do país estarão na disputa da taça em território russo. Das equipes de primeira divisão apenas Benevento, Cagliari, Chievo e Sassuolo não terão representantes no torneio.

A Juventus terá 11 jogadores em dez seleções diferentes da Copa do Mundo: Alemanha (1), Argentina (2), Brasil (1), Colômbia (1), Croácia (1), França (1), Marrocos (1), Polônia (1), Suíça (1) e Uruguai (1). Outros clubes italianos com uma quantidade razoável de atletas no torneio são: Napoli (6), Milan (5) e Sampdoria (5)

Fechando as cinco principais ligas da Europa, o futebol francês é o quinto que mais fornece jogadores para Copa de 2018. Ao todo, são 49 atletas de 19 clubes diferentes que estarão na Rússia. PSG (12) e Monaco (8) são as equipes com mais representantes entre as 32 seleções.

O time parisiense terá convocados em seis seleções: Alemanha (2), Argentina (2), Bélgica (1), Brasil (3), França (3) e Uruguai (1). Já os monegascos estarão espalhados em sete selecionados: Bélgica (1), Colômbia (1), Croácia (1), França (2), Polônia (1), Portugal (1) e Senegal (1).

Na sexta posição do ranking está o futebol russo, com 37 jogadores que atuam em dez clubes diferentes do país. Esses atletas estão espalhados em mais nove seleções além da própria Rússia, que abriga 21 deles. CSKA Moscou, Lokomotiv Moscou e Zenit são os clubes russos mais representados no Mundial, com seis atletas cada.

O Brasil aparece apenas na 17ª posição desse ranking, atrás de Coreia do Sul, Egito, Japão, EUA (que não está na Copa) e Arábia Saudita, que não estão entre as potências europeias, nem entre os países mais tradicionais do esporte. No caso dos sauditas, por exemplo, 20 dos convocados pela seleção atuam no próprio país, por isso aparecem perto do topo da lista de ligas que mais fornecem jogadores e colocam o Al-Ahli e o Al-Hilal, entre os clubes com mais atletas na Copa.

Confira a lista dos clubes com mais representantes na Copa do Mundo:

1) Manchester City - 16 atletas

2) Real Madrid - 15 atletas

3) Barcelona - 14 atletas

4) PSG - 12 atletas

5) Tottenham - 12 atletas

6) Bayern de Munique - 11 atletas

7) Chelsea - 11 atletas

8) Manchester United - 11 atletas

9) Juventus - 11 atletas

10) Al-Ahli (Arábia Saudita) - 9 atletas

11) Al-Hilal (Arábia Saudita) - 9 atletas

12) Atlético de Madrid - 9 atletas

13) Monaco - 8 atletas

14) Leicester - 8 atletas

15) Borussia Monchengladbach - 7 atletas

16) Borussia Dortmund - 7 atletas

17) Al Ahly (Egito) - 7 atletas

18) Arsenal - 7 atletas

19) Liverpool - 7 atletas

20) Sporting (Portugal) - 7 atletas

Confira a lista das ligas (países) com mais representantes na Copa do Mundo:

1) Inglaterra - 130 atletas

2) Espanha - 81 atletas

3) Alemanha - 67 atletas

4) Itália - 58 atletas

5) França - 49 atletas

6) Rússia - 37 atletas

7) Arábia Saudita - 30 atletas

8) México - 22 atletas

9) Turquia - 22 atletas

10) Portugal - 19 atletas

11) EUA - 18 atletas

12) Bélgica - 15 atletas

13) Holanda - 15 atletas

14) Japão - 15 atletas

15) Egito - 14 atletas

16) Coreia do Sul - 13 atletas

17) Brasil - 9 atletas

18) Argentina - 9 atletas

19) Dinamarca - 9 atletas

20) China - 8 atletas

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos