Pivô de polêmica treina no Santos e Arthur inicia transição para o campo

A quinta-feira marcou a reapresentação do elenco do Santos no CT Rei Pelé após o empate com o Corinthians, em Itaquera, e contou com um elemento surpresa: a presença do zagueiro equatoriano Jackson Porozo, de 17 anos, cuja contratação está sob investigação do Conselho Fiscal do clube. Já o atacante Arthur Gomes, que se recupera de uma entorse no tornozelo esquerdo, inciou a transição física da academia para o gramado.

O Peixe pagará, em três parcelas, com duas já quitadas, 350 mil euros pelo beque do Equador. O problema é que um relatório apontou que 30% do valor de uma possível futura venda do atleta será repassado à Hi Talent LTDA, cujo um dos sócios fundadores foi Ricardo Marco Crivelli, Lica, atual gerente da base do Alvinegro, afastado do cargo por suspeita de abuso sexual de menor.

Jackson só poderá atuar pelo Santos, seja pelo sub-20 ou pelo profissional, em agosto, quando também completará 18 anos. Até lá, ficará apenas treinando com o grupo no CT Rei Pelé, caso sua contratação não seja anulada - o assunto será tema da reunião do Conselho Deliberativo na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro.

Enquanto isso, Arthur Gomes se prepara para voltar a ficar à disposição do técnico Jair Ventura. O camisa 23 está afastado desde 17 de maio do time principal e tratava de uma entorse em seu tornozelo esquerdo, o mesmo problema que tem Vitor Bueno. Com o início dos trabalhos no gramado, não está descartada a presença do garoto ao menos no banco de reservas da Vila neste domingo, contra o Internacional, embora a possibilidade seja remota.

No mais, os reservas fizeram trabalhos no gramado, enquanto os titulares ficaram na parte interna do local para o regenerativo após o empate.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos