Löw admite 'primeiro tempo muito ruim' e pressão para o próximo jogo

Em contraste com a merecida festa do México, o lado da Alemanha, favorito no Grupo F da Copa do Mundo, saiu do jogo entre as seleções, realizado neste domingo, Estádio Lujniki (Moscou), muito frustrado. O time de Joachim Löw não se encontrou diante do de Juan Carlos Osorio, que saiu com a vitória por 1 a 0.

Em entrevista coletiva, Löw, aliás, admitiu que o rendimento dos alemães, sobretudo na etapa inicial, que foi quando Lozano marcou o gol heroico da La Tri, foi muito abaixo do esperado por todos.

- No primeiro tempo jogamos muito mal. Não conseguimos impor nosso jeito habitual de jogar e atacar. No segundo tempo conseguimos pressionar à frente, mas o México também recuou e nos dificultou - analisou, completando:

- Tivemos alguns remates ao gol, mas de alguma forma me pareceu falta de sorte, a bola não entrou. É claro que todos estão tristes e frustrados. Agora, temos que olhar para a frente, deixar isso para trás. Estamos sob pressão contra a Suécia - admitiu.

Como citado, o próximo compromisso da Alemanha será contra a Suécia, no próximo sábado, às 15 (de Brasília). Antes, para complementar a primeira rodada do Grupo F, a Suécia encara a Coreia do Sul, nesta segunda, às 9h.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos