Neymar é o jogador mais caçado em um jogo de Copa desde a edição de 98

A atuação de Neymar na estreia do Brasil na Copa do Mundo não foi marcada pela genialidade do atacante, mas teve uma marca expressiva. Pela primeira vez desde a Copa do Mundo de 1998, quando o inglês Alan Shearer sofreu dez faltas na partida diante da Tunísia, um jogador não era tão derrubado pelos seus adversários em uma edição do Mundial.

O camisa 10 da Seleção foi escalado aberto pelo lado esquerdo do campo, próximo do meia Philippe Coutinho e do lateral Marcelo. A tentativa das triangulações por aquele setor e, principalmente, as jogadas individuais deram trabalho aos suíços, que precisaram cometer as infrações para conter o avanço do atacante brasileiro.

Inclusive, todos os cartões amarelos que foram dados aos suíços surgiram por faltas em Neymar: Stephan Lichtsteiner, Fabian Schaer e Valon Behrami vão para a segunda rodada da primeira fase do Mundial com uma advertência. A 'caça' ao craque do Paris Saint-Germain foi tamanha que, no primeiro tempo da partida, teve um de seus meiões rasgado pelas travas de um adversário.

Depois de igualar a curiosa marca do inglês Alan Schearer, o jogador brasileiro terá mais duas difíceis partidas na fase de grupos da Copa do Mundo, contra Costa Rica e Sérvia, para fugir das faltas e conseguir melhorar seu desempenho com a bola nos pés.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos