Problemas? Mexicanos gritam 'puto' mesmo com alerta da federação

Mesmo com os esforços da Federação Mexicana de Futebol em alertar ao torcedores que fossem à Rússia para que não gritassem 'puto' durante os jogos do país, o fato acabou ocorrendo neste domingo, na estreia diante da Alemanha, no Estádio Lujniki, em Moscou (RUS).

O episódio, que ocorre quando o goleiro adversário cobra o tiro de meta, foi escutado em duas oportunidades ainda no primeiro tempo da partida, que terminou com vitória do México por 1 a 0, gol anotado por Lozano.

Procurada para saber se puniria de alguma forma o México pelo episódio, a Fifa informou através de um comunicado que está apurando os fatos:

- A Fifa está coletando os diferentes relatórios de partidas e possíveis evidências em relação ao assunto, incluindo a do observador da luta contra a discriminação que esteve presente no jogo como parte do sistema de monitoramento anti-discriminação da Fifa.

A entidade máxima do futebol tem aplicado multas em episódios que remetam a discriminação ou mesmo a gritos homofóbicos. A própria CBF foi multada em mais de uma oportunidade durante as Eliminatórias para a Copa da Rússia devido aos gritos de "bicha" em situação semelhante a que os mexicanos fizeram no duelo deste domingo.

Antes desta edição da Copa do Mundo, Federação Mexicana criou uma cartilha para os torcedores informando sobre os riscos que esse tipo de atitude poderia acarretar. No entanto, pelo menos no primeiro jogo do país na Rússia, o esforço acabou sendo em vão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos