Entenda o que leva Milinkovic-Savic a ser candidato à sensação da Copa

No domingo, em Samara, a Sérvia venceu a Costa Rica por 1 a 0, resultado que valeu a liderança do Grupo E da Copa do Mundo após a primeira rodada. Kolarov, o craque da seleção, fez um golaço de falta decidindo o duelo e foi escolhido o homem do jogo. O camisa 10 Tadic teve excelente atuação, comandando a criação com autoridade. Ivanovic fez boa partida na lateral-direita e se tornou o jogador com mais partidas pela sua seleção, com 105. O treinado Mladen Kstrajic, depois de quatro amistosos comandou a seleção pela primeira vez em um jogo oficial e saiu com a vitória. Estes quatro personagens seriam, então, os mais aguardados para a imprensa sérvia que, por uma hora aguardou ansiosamente a saída dos jogadores de sua seleção para as entrevistas na zona mista? Não, a prioridade era falar com Milinkovic-Savic.

Duas questões motivavam esse furor: Milinkovic-Savic, de 23 anos, aproveitou bem aquela que foi apenas a sua terceira partida pela seleção; e os rumores de uma transferência milionária da Lazio para Real Madrid ou Juventus. Especula-se que a Lazio receberá mais de R$ 650 milhões pelo garoto, o que tornaria a terceira contratação mais cara da história, atrás apenas de Neymar e de Philippe Coutinho.

Chance aproveitada

?

Espanhol nascido em Lleida e naturalizado sérvio, Savic - que se destacou em todas as seleções de base da Sérvia - tinha a pressão de ter sido um dos estopins para a queda do antigo treinador nacional, Slavoljub Muslin. Afinal, este teimava em não convocar os jogadores mais jovens. Assim, foi acabar as Eliminatórias e o Muslin ser demitido para a entrada de Krstajic.

O novo comandante entendeu o recado da federação e chamou alguns novato. Porém, deu a titularidade para apenas um deles, o zagueiro Milenkovic, de 20 anos. Isso até o jogo com a Costa Rica. Quando saiu a escalação, veio a novidade, Savic no meio de campo.

E o jogador ainda da Lazio mandou bem. Atuou como o meio que chega perto do atacante de área, deu mobilidade ao setor ofensivo, teve a grande chance que Navas salvou milagrosamente, tentou um gol de bicicleta (estava impedido, mas a jogada foi bonita) e seguiu com boa regularidade até os minutos finais. Com isso, conquistou, em plena Copa do Mundo, a posição de titular. E saiu exausto.

- Fiquei uma hora sentado no vestiário, pois dói tudo e nem consigo me mexer direito. Mas tinha de aproveitar a chance e dei o meu melhor, correndo, lutando por todas as bolas. Foi o jogo mais importante da minha vida. Agora preciso descansar e me recuperar para enfrentar a Suíça - disse Milenkovic-Savic, para a imprensa sérvia, que já não aguentava mais esperar a saída dos jogadores (toda a Costa Rica já tinha ido embora e o jogo da Alemanha, que a TV mostrava, já estava no segundo tempo).

O que os companheiros falam

?

Sobre a negociação, não saiu nada da boca do garoto. E será que algum companheiro falaria sobre os boatos de transferência?

- Por favor, vamos falar da seleção nacional. Querer meu comentário sobre contratação aqui não dá. O que posso afirmar é que ele é um jogador espetacular, será um dos grandes do futebol - disse Kolarov, em italiano, o lateral da Roma.

Já Tadic, o outro astro da equipe, diz que vem conversando muito com o jogador nos últimos dias, para que ele não perca o foco de que está defendendo um país na Copa do Mundo e que os negócios precisam ficar de lado.

- Digo ao Savic para ficar calmo, ser inteligente para ajudar a equipe e manter a cabeça sempre no lugar. Acho que ele está conseguindo, pois foi escalado no jogo mais difícil da nossa jornada, pois tínhamos de ganhar e ficar bem neste grupo no qual uma vaga é do Brasil, e foi muito bem. Não há dúvida de que ele é o futuro do futebol sérvio, a nossa joia. Terá um futuro brilhante, seja em qual clube escolher - disse Tadic, em inglês (ele é jogador do Southampton).

O que o Brasil precisa saber quando enfrentá-lo

Milenkovic-Savic muda o estilo de jogo da Sérvia. Ele joga como o antigo ponta de lança, camisa 10. Ele parte do meio e vira falso 9 quando Mitrovic sai da área. Foi assim que, no fim do primeiro tempo, recebeu lançamento nas costas da defesa da Costa Rica e finalizou rente à trave, ou quando tentou uma bicicleta. Ele também cai para a esquerda em contra-ataques.

Outro fator importante é o posicionamento ofensivo da Sérvia. Com Savic em campo, Tadic (número 10) fica bem mais preso no flanco direito, quase um ponta. Ljacic (22) e, alguns momentos cai pela esquerda, em outros, volta para ficar um pouco mais centralizado. Matic (21) fica bem recuado, mas isso é um tremendo ganho para a Sérvia, pois ele é habilidoso e inicia a maioria das jogadas com qualidade.

E como estão as negociações?

A Lazio recusou uma proposta de 80 milhões de euros (R$ 365 milhões) pelo meia-atacante e estipulou que abre conversa se algum clube aparecer com algo em torno de 130 milhões de euros (R$ 562 milhões). Com grana em caixa, a Juventus aparece como favorita, já que o jogador tem interesse em continuar na Itália e a família também que isso, como deixou claro o seu pai, Nikola Milinkovic. Mas há rumores de que o Real Madrid pode ir além do preço estipulado e fazer um cheque de 150 milhões de euros (R$ 650 milhões) para tê-lo e colocá-lo como o terceiro jogador mais caro da história.

Familia esportista

?

Nikola, pai de Savic, foi jogador mediano. Nos anos 90 e 2000, defendeu diversas equipes pequenas da Europa, entre elas o Chaves de Portugal. Foi quando Nikola defendia o Lleida, em 1995 que Savic nasceu, por isso sua nacionalidade espanhola.

Se o pai não conseguiu renome internacional, os filhos seguem caminho de sucesso. Savic já pinta como uma das sensações da Copa e o seu irmão mais novo, Vanja, é goleiro do Torino e da Seleção sub-21 da Sérvia. Para completar, a mamãe Milinkovic (Milana) foi jogadora de basquete na antiga Iugoslávia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos