Rodrigo Caio tem folgas cassadas e trabalha dobrado para voltar a jogar

Não é porque Rodrigo Caio ficou fora da lista do técnico Tite para a Copa do Mundo, na Rússia, que o zagueiro deixou de trabalhar firme. Em fase de recuperação de uma cirurgia no pé esquerdo, o jogador do São Paulo não pôde ter duas semanas de folga, assim como seus companheiros, e diariamente bate ponto no Reffis do CT da Barra Funda. O esforço é tanto para voltar aos gramados, que o camisa 3 do Tricolor não tem descanso nem sequer para ver os jogos do Mundial em sua casa.

- Estabeleci a meta de voltar todos os dias no Reffis e fazer tudo certinho o que está na programação dos médicos do clube (risos). Nem na Copa do Mundo vou parar, seguirei treinando firme e forte, tudo para retornar a fazer o que eu amo o quanto antes. Em breve, estarei de volta - afirmou o são-paulino em entrevista ao LANCE!

Ainda sem prazo para voltar aos gramados, Rodrigo Caio mantém uma rotina puxada para voltar a defender a camisa do São Paulo. O defensor usa uma proteção no pé operado para conseguir andar com naturalidade e terá uma consulta médica na próxima sexta (22). Dependendo da conversa, pode até ser liberado para realizar exercícios um pouco mais complexos e encurtar o tempo de sua recuperação.

Titular durante a maior parte desta temporada, o zagueiro é visto como um dos ativos mais valiosos do Tricolor. Caso Rodrigo Caio receba uma proposta que interesse ao São Paulo, a diretoria estará aberta a negociações para sua venda.

Confira a entrevista completa:

Rodrigo, como está a sua evolução física após a cirurgia?

Olha, estou evoluindo a cada dia, graças a Deus. Sigo uma rotina bem puxada de exercícios em dois períodos no Reffis. Basicamente, faço fortalecimento e trabalhos de piscina, ainda sem impacto. O importante é que estou bem e cada dia melhor.

Você ainda tem alguma restrição para andar?

Como disse antes, estou evoluindo e feliz com os resultados até aqui. Nos primeiros dias, não podia nem colocar o pé no chão por restrição médica. Agora já posso apoiar e andar, mas ainda uso uma proteção. Na próxima sexta-feira (22), tenho uma consulta. Dependendo da minha evolução, talvez, seja liberado para andar e começar a fazer os primeiros exercícios de impacto.

Há alguma previsão de quando você volta a treinar com o restante do elenco?

Difícil estabelecer uma data para retornar, vai depender de como o meu corpo responde aos exercícios. Não me coloco essa pressão, apenas sigo o que está determinado pelo Departamento Médico do São Paulo e, graças a deus, tem dado certo. Hoje, o que me dá energia é saber que estou subindo degrau a degrau na minha recuperação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos