De maneira sofrida, Brasil de Pelotas ganha do Criciúma e sai do Z4

O Brasil de Pelotas precisou suar bastante, mas, sob os olhares do técnico contratado Gilmar dal Pozzo nas tribunas do Bento Freitas, o Xavante ganhou por 1 a 0 do Criciúma pela 12ª Rodada do Brasileirão da Série B. Agora, enquanto o Brasil chega a 13 pontos e fica no momento na 14ª posição. O Tigre permanece na zona da degola com apenas nove pontos sendo o 19º colocado.

A posse de bola era mais constante nos pés da equipe da casa, tentando fazer com que seu domínio territorial se transformasse em chances. Porém, mesmo usando bastante a velocidade do atacante Kaio pelo lado direito do ataque, as infiltrações efetivamente na área do Tigre Catarinense com chutes de perigo praticamente não existiram, conseguindo a defesa visitante segurar bem a pressão.

Por sua vez, aos poucos o Criciúma foi conseguindo encaixar melhor seu jogo e, acertando os passes, frequentar a intermediária do Brasil passou a não ser tão difícil assim. Faltava apenas obter o mesmo que os anfitriões não conseguiam fazer: Finalizar com perigo.

Com os dois lados em dificuldade, a bola parada parecia a melhor alternativa e, aos 20 minutos, o zagueiro Leandro Camilo abriu a conta para o Xavante justamente com esse recurso. Depois da cobrança de falta em diagonal, o defensor testou firme na primeira trave e conseguiu vencer Luiz, 1 a 0 Brasil de Pelotas.

Mesmo depois de ficar atrás no marcador, quem chegou até o intervalo mais ativo no ataque foi o Criciúma, conseguindo até chutar mais de fora da área, porém ainda com o problema de pontaria.

Nos primeiros 10 minutos do segundo tempo, o Brasil, com Luiz Eduardo, e os visitantes com Maílson chegaram muito bem ao ataque e quase conseguiram converter em gol jogadas criadas pelos lados de campo. Demonstrando que, diferente da primeira parte do embate, as defesas começaram a "levar a pior" sobre os ataques.

A melhor dessas oportunidades surgiu aos 18 minutos quando, em alta velocidade, Kaio passou por pelo menos cinco marcadores e tocou desequilibrado para Toty que bateu forte, mas do lado esquerdo da meta de Luiz.

O Criciúma se tornava cada vez mais frequente no ataque e também melhorando a sua pontaria. Ao ponto de, aos 31 e aos 32 minutos, o volante Marlon Freitas acertou um lindo chute que explodiu no travessão e, na sequência de uma cobrança de escanteio, o mesmo Marlon acertou dessa vez a trave esquerda de Pitol.

Mesmo com superioridade técnica e chegando bem mais a frente, o time de Santa Catarina viu os anfitriões se segurarem na defesa e arrancarem uma importante vitória.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos