Em reunião, Paquetá agrada; Bota aguarda liberação junto ao Punte City

Mais um passo foi dado. Na tarde desta sexta-feira, membros da diretoria do Botafogo e o técnico-alvo para suceder Alberto Valentim, Marcos Paquetá, se reuniram e a impressão foi boa. Na sede de General Severiano, os dirigentes optaram por aguardar a liberação do treinador junto ao Pune City, da Índia.

Internamente, porém, a expectativa é de contar com o novo comandante até a reapresentação do elenco, nesta segunda-feira. Anunciado pelo clube indiano no início do mês, ele está no Rio e motivos particulares já indicavam um pedido de afastamento. O campeonato local, porém, só começa em setembro.

Um representante trata do tema e o profissional de 59 anos é a opção principal para o segundo semestre alvinegro. A princípio, o vínculo seria até o fim desta temporada, com possibilidade de renovação para 2019.

Contudo, a dependência de uma terceira parte deixa o conselho diretor do Glorioso de sobreaviso. Pode ser necessário abordar outro profissional. No caso de Paquetá, ele não trabalha no Brasil desde 2004, o que não aparentou, aos dirigentes, ser um problema. No Pune City, ele ainda não comandou jogos.

Ele ou outro será o terceiro técnico do Botafogo nesta temporada. O início foi com Felipe Conceição, demitido com pouco mais de um mês de trabalho. O sucessor, Alberto Valentim rumou para a Arábia Saudita após quatro meses de trabalho. A expectativa é de regularidade à equipe.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos