Técnico da Tunísia: 'Sentimos a pressão após perder para Inglaterra'

A Tunísia joga suas últimas fichas na Copa do Mundo neste sábado, às 9h (de Brasília), quando enfrenta a Bélgica, em Moscou. Diante dos Red Devils, só a vitória interessa, como destacou o técnico Nabil Maâloul, em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

- Sentimos a pressão após a derrota para a Inglaterra. Temos que vencer, não temos escolha. A Bélgica é muito forte, mas estamos prontos e queremos evitar os erros cometidos no primeiro jogo - declarou o treinador.

Bélgica e Inglaterra lideram o Grupo G, ambos com três pontos conquistados. Já Tunísia e Panamá ainda não pontuaram.

Maâloul sabe da dificuldade que terá pela frente. A Bélgica estreou com vitória por 3 a 0 sobre o Panamá, apresentando um bom futebol, principalmente na segunda etapa. Já a Tunísia levou um gol no fim e saiu derrota pela Inglaterra por 2 a 1.

- A Bélgica tem um ataque muito forte. Lukaku e Hazard podem ser perigosos a qualquer momento, os seus meia também são muito bons. Precisamos ter respeito, mas também de confiar nos nossos pontos fortes, vamos tentar pressioná-los - afirmou.

Capitão da Tunísia, Wahbi Khazri destacou que a Bélgica é uma das principais seleções do mundo.

- Estamos jogando contra um dos favoritos do mundo. Também temos nossos pontos fortes e queremos mostrar do que a equipe tunisiana é capaz. Contra a Inglaterra, estávamos sob pressão e não poderíamos criar muito perigo. Não vamos jogar tudo fora agora, temos que tentar desenvolver o nosso próprio jogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos