Aula tática e vaga encaminhada: como o México despachou a Coreia

Não teve zebra que passeasse em Rostov, neste sábado, pela segunda rodada do Grupo F da Copa do Mundo. Com uma aula tática, sendo calculista ao adotar duas posturas ao longo da partida, o México bateu a Coreia do Sul, por 2 a 1, encaminhou a vaga às oitavas de final e praticamente eliminou os asiáticos, que assustaram no fim com um golaço de Son. Vela e Chicharito fizeram para o lado mexicano.

Com seis pontos em dois jogos, o México, agora, depende do outro jogo do grupo para confirmar a vaga. Precisa torcer para que a Alemanha não vença a Suécia, logo mais, em Sochi. Na última rodada, o time de Juan Carlos Osorio enfrenta a Suécia na quarta-feira, às 11h, enquanto os sul-coreanos, no mesmo horário, encararam os alemães.

CALOR PREPONDERANTE

Na véspera da partida, o técnico sul-coreano, Shin Tae-yong, havia reclamado do forte calor em Rostov, que batia nos 35º quando a bola rolara e que podia influenciar positivamente para os mexicanos, já habituados com altas temperaturas. E, até pela não pressão alta e mais incisiva na marcação quando estava perdendo, a Coreia parece ter sentido demais o fator meteorológico.

CHAMA ACESA

Se o calor se fazia presente na Rostov Arena, as arquibancadas fizeram o local entrar em erupção. Com muitos fanáticos mexicanos, o estádio presenciou Vela manter a chama acesa: marcou de pênalti, cometido de maneira tola por Hyun-Soo, que pôs a mão na bola em carrinho. Bastou uma chegada mais aguda da La Tri, que teve o domínio completo na etapa inicial, para abrir o placar.

OCHOA!

Costumeiramente destaque em Copas, Ochoa brilhou. Por mais que os asiáticos tenham evidentes limitações técnicas, chegaram com perigo em alguns momentos. Em dois deles, uma em cabeça de Ki Sung-Yueng e outra em avanço do astro Son (Tottenham), o arqueiro do Standard de Liège (Bélgica) trabalhou como se espera e mandou ambas as ameaças para escanteio.

TROCAÇÃO FRANCA

No melhor estilo da "lucha libre", porém sem simulações, o duelo ficou franco e com a Coreia do Sul mais atirada na etapa final. Com isso, o time de Tae-yong ofereceu um venenoso espaço para os contragolpes latinos. Ochoa seguiu em alto nível, mas passou a dividir as atenções com o também bom goleiro Jo Hyun-Woo, autor de defesas plásticas.

DIRETAÇO E SOBREVIDA

Para aliviar Osorio e companhia, Chicharito deixou a sua primeira marca neste Mundial. E a bola morreu na rede após uma jogada que o México tem dado aula de desenho: o já citado contra-ataque, a tática adotada para a etapa final. Lozano puxou e, no momento certo, rolou para o badalado camisa 14, na reta final, dar um direto respeitável na Coreia do Sul. No entanto, já no apagar das luzes, Son acertou um lindo chute, dando esperança durante três minutos. Mas ficou por aí: México líder do Grupo F.

FICHA TÉCNICA

COREIA DO SUL 1X2 MÉXICO

Local: Rostov Arena, em Rostov (RUS)

?Árbitro: Milorad Mazic (SER)

Auxiliares: Milovan Ristic e Dalibor Djurdjevic (SER)

Data-Hora: 23/6/2018 - 12h

Público:

Cartões amarelos: Kim Young-Gwon, Lee Yong, Seung-Woo e Young (CDS)

Cartões vermelhos: -

Gol: Vela (25'/1ºT - 0x1), Chicharito (20'/2ºT - 0x2) e Son (47'/2ºT - 1x2)

COREIA DO SUL: Jo; Lee, W. Kim, G. Kim (Chul, 39'/2ºT), Jang; Ju (Seung-Woo, 18'/2ºT), Ki; Lee, Moon (Young, 38'/2ºT); Son e Hwang. Técnico: Shin Tae-yong.

MÉXICO: Ochoa; Salcedo, Moreno, Herrera, Alvarez; Layun, Guardado (Rafa Márquez, 22'/2ºT), Gallardo; Vela (Giovani dos Santos, 31'/2ºT), Hernandez, Lozano (Corona, 25'/2ºT). Técnico: Juan Carlos Osorio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos